Todo dia é de combate à violência contra criança e adolescente, mas o dia 18 é também para lembrar o assassinato, há 48 anos, da menina Araceli, no ES

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

No Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescente, nesta terça (18), estão sendo programadas em Itabira várias atividades para levar a população uma reflexão sobre esse importante tema que demanda por tomadas de decisões e políticas públicas para um combate efetivo e repressão a esse tipo de abuso, que é recorrente na sociedade brasileira.

A mobilização para a data conta com a participação da Comissão do Enfrentamento à Violênica Sexual e Doméstica de Itabira, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), Câmara Municipal, Conselho Tutelar e Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA).

Diversas programações estão agendadas para acontecer nesta data, com várias manifestações em diferentes regiões da cidade. Pela manhã desta terça aconteceu uma carreata que saiu da igreja Batista, do bairro João XXIII, passou por diversas ruas, finalizando na avenida Carlos de Paula Andrade, em frente à Prefeitura.

Já no Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), às 9h30, foi feito o lançamento do programa Guarda Subsidiada, para o acolhimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. O prefeito Marco Antônio Lage (PSB) participou da solenidade.

Na reunião da Câmara, representantes da Comissão de Enfrentamento à Violência Sexual e Doméstica,  e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, participam como convidados, quando devem apresentar dados sobre essa violência no município de Itabira e no país.

A vereadora Rosilene Félix (MDB) e o vereador Weverton “Vetão” Andrade (PSB), juntamente com a psicóloga Cláudia Bragança, participam de um bate-papo virtual, também nesta terça, às 20h, abordando o tema e identificando formas de prevenção e políticas públicas de combate a esse tipo de violência contra seres humanos indefesos e vulneráveis.

Atividades estão também programadas para o bairro Pedreira do Instituto, convocando a população a denunciar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes. As atividades estão programadas para o horário de 14h às 17h.

No Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), instalado na rua Dona Modestina, 706, a equipe estará envolvida para orientação em relação à violência e exploração sexual contra crianças e adolescentes. As atividades acontecem durante todo o dia, de 9h às 17h.

Saiba mais

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração sexual Contra a Criança e o Adolescente foi instituído em memória da menina Araceli Crespo, assassinada aos 8 anos. Ela foi raptada no dia 18 de maio, drogada, estuprada, morta e carbonizada, no Espírito Santo.

O corpo foi deixado desfigurado e em avançado estado de decomposição próximo a uma mata, em Vitória, dias depois de desaparecer.

O caso teve várias versões do crime em plena ditadura militar – e permanece sem solução. Levados a julgamento, os suspeitos de famílias poderosas no Espírito Santo foram absolvidos e o processo arquivado.

Mas a data que marca o dia de combate à violência contra criança e adolescente só foi instituída em sua memória 27 anos depois desse cruel assassinato, por meio da Lei Federal 9.970/2000.

De acordo com levantamento da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), que coordena os canais de denúncias, mais da metade dos 159 mil registros do Disque Direitos Humanos em 2019, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos foi de abuso e violência contra criança e adolescentes. Representaram aumento de 14% em relação ao ano anterior.

E em 73% dos casos registrados, fora as subnotificações, a violência e abuso ocorreram no ambiente familiar – e 40% foram praticados pelo pai ou padastro.

No destaque, viaduto Memorial Jardim Araceli, em Vitória-ES (Foto: Divulgação)

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

  1. Pingback: Pelo fim da violência contra a criança e ao adolescente, pedem vereadores e ativistas itabiranos - Vila de Utopia

Deixe um comentário