Maioria dos itabiranos aprova as medidas mais restritivas para o enfrentamento à Covid-19, aponta pesquisa Data MG

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Pesquisa realizada pelo Data MG, Centro de Informação & Pesquisa, nas cidades de Itabira, João Monlevade e Santa Maria de Itabira, indica que a maioria da população aprova as medidas mais restritivas para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), que vem se agravando na região e em todo o pais.

A pesquisa ouviu 200 moradores dessas cidades: 68% se manifestaram a favor das medidas, enquanto apenas 32% disseram ser contra. A margem de erro é de 6,7%.

Fonte: Data MG

Entre os entrevistados, 100% dos servidores públicos disseram ser a favor das medidas. A maior rejeição está entre os trabalhadores autônomos, com 57% desaprovando as medidas restritivas.

O segundo maior índice de aprovação está entre as donas de casa (85%), seguidas pelos trabalhadores empregados (73%).  Isso enquanto 70% dos trabalhadores desempregados manifestaram-se a favor, mesmo índice obtido entre os aposentados.

Entre os estudantes consultados, 67% disseram ser a favor das medidas restritivas, que incluem o fechamento do comércio e serviços considerados não essenciais e o toque de recolher entre 20h e 5h.

A avaliação da gestão da crise sanitária com a pandemia pelas administrações municipais foi também bem avaliada pelos entrevistados. Itabira ficou com 68,2% na soma de ótima, boa e regular. A soma de ruim e péssima ficou em 31,8%.

Fonte: Data MG

Em João Monlevade a soma positiva foi de 87,2%, maior índice entre as administrações municipais avaliadas. Já a Prefeitura de Santa Maria não ficou bem na pesquisa, com 57,1% dos entrevistados avaliando como sendo péssima a gestão da crise sanitária no município.

Por fim, a pesquisa avaliou como os entrevistados se informam sobre a crise sanitária em suas cidades: 23% disseram que ficam sabendo pelos sites de notícias, 21% pelo WhatsApp, 20% pelo Facebook e Instagram, 8% pelas emissoras de rádio, 6% pelos jornais e 4% por meio de outros veículos.

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário