Itabira inicia a vacinação de professores e demais profissionais de educação de acordo com orientações do Ministério da Saúde

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Somente na quarta-feira (9), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dá início à vacinação de professores e demais trabalhadores da educação contra a Covid-19 em Itabira. Os imunizantes chegaram na sexta-feira (4), mas só foram entregues pela Gerência Regional de Saúde (GRS) no sábado, segundo informa a assessoria de imprensa da Prefeitura.

A demora para dar início à imunização de professores tem gerado críticas e reclamações encaminhadas à redação deste site. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a demora ocorreu uma vez que o Estado só teria autorizado o início da imunização de profissionais da educação após encerrar a vacinação de pessoas com comorbidades e deficiência permanente.

Para esta etapa da campanha, Itabira recebeu 3,4 mil doses do imunizante AstraZeneca, sendo que serão destinadas 3.031 doses para o público com comorbidades e apenas 365 para dar início à imunização de trabalhadores da educação. Serão suficientes, nesta etapa, para imunizar apenas 22% dos professores e profissionais da educação no município.

“Itabira ainda tem pessoas desse público (com comorbidades) para serem imunizadas, o que continua nos PSFs. A primeira remessa de doses para professores foi a que chegou no feriado e a campanha prossegue seguindo o escalonamento definido pelo Plano Nacional de Imunização”, diz a nota enviada pela Prefeitura, respondendo às críticas recebidas por este site.

Recessos

Outra reclamação está também na não realização da vacinação nos fins de semana e feriados, critica a professora, ansiosa para ser imunizada e retornar às salas de aulas.  “Itabira é a única cidade que não tem vacinação nos fins de semana e feriados. Por que isso? É incompetência ou negligência com a saúde da população?”, questiona a professora.

“Não podem dizer que é falta de imunizantes. Vacinas chegaram no dia 4. Por que Itabira não iniciou a vacinação já no final de semana? Quanto maior é a demora, mais gente é contaminada por essa doença que mata. Será que o prefeito e a secretária de Saúde não veem isso?”, acrescentou.

A assessoria de imprensa também rebateu essa crítica. “Ao contrário do que disse a reclamante, Itabira teve vacinação no feriado de Corpus Christi e no recesso, voltada para pessoas com comorbidades, como foi divulgado na semana passada”, sustenta.

“Mas nos outros feriados e nos fins de semana anteriores a campanha foi interrompida, mesmo quando havia imunizantes”, sustenta a professora.

Etapas

Com a campanha retornando nesta semana, a imunização de professores e demais trabalhadores da educação, das redes públicas e particular, foi dividida por etapas, seguindo orientação do Ministério da Saúde.

Os primeiros públicos serão os profissionais que lidam com a educação infantil. A campanha prossegue pelo sistema de drive-thrus na Prefeitura e na Funcesi, de 9h às 16h, obedecendo à seguinte escala:

– Quarta-feira (9): vacinação de trabalhadores da educação infantil e creches da rede pública;

– Quinta-feira (10): vacinação de trabalhadores da educação infantil e creches da rede pública;

– Sexta-feira (11): vacinação de trabalhadores da educação infantil da rede particular.

O profissional a ser vacinado deve apresentar o contracheque de maio ou junho deste ano e a declaração da instituição de ensino em que trabalha. A declaração ficará retida no ato da vacinação.

No total, pelos cálculos da SMS serão imunizadas 2,5 mil pessoas da educação infantil ao ensino superior em Itabira. Mas para isso acontecer é preciso que cheguem novas remessas de imunizantes a Itabira.

Comorbidades

Prossegue também a vacinação de pessoas com comorbidades e deficiências permanentes nas unidades de PSFs, o que está sendo feito mediante agendamento.

Para isso é preciso fazer cadastro no site da Prefeitura, o que é outra crítica que muitos estão fazendo, pois nem todos têm acesso e facilidade de manusear o computador e ingressar no site pela internet.

Quem tem comorbidades e ainda não se cadastrou, deve preencher o formulário disponível no portal oficial da Prefeitura de Itabira,  www.itabira.mg.gov.br.

No menu superior, clicar em “Vacinação contra a Covid-19” e depois acessar o “Cadastro para pessoas com comorbidades” (clique aqui para ir direto ao formulário).

Na mesma aba também está disponível o formulário que deve ser preenchido pelo médico do paciente, relatando o problema de saúde (clique aqui para o formulário médico).

Também nesse caso é preciso levar documento de identificação com foto e comprovante de residência em Itabira, além de apresentar o cadastro preenchido (físico ou digital), o formulário médico e a documentação (receitas ou exames) que atesta a condição preexistente com data inferior a um ano.

Haverá ainda vacinação pelo drive-thru da Prefeitura para as pessoas com comorbidades de 18 a 59 e que já estejam cadastradas. Será no sábado (12) e na segunda-feira da semana que vem (14), de 9h às 16h, no estacionamento da Prefeitura.

Segunda dose para profissionais de saúde

Para profissionais de saúde que tomaram a primeira dose da AstraZeneca em 11 de março, a aplicação da segunda dose será no sábado (12), no drive-thru da Funcesi, de 9h às 16h.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário