Instituto Cultural Vale lança programa de formatação de projetos e a FCCDA promove curso de capacitação de agentes culturais

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Duas informações em uma, para ser aproveitada neste tempo de pandemia para uma melhor qualificação e gestão de projetos culturais. A Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) promove, nos dias 17 e 18 de junho, sempre com início às 19h, o curso de Capacitação de Agentes Culturais.

Isso enquanto o Instituto Cultural Vale lança, na terça-feira (15), a segunda edição de seu programa de formação online para apoiar produtores culturais na formatação de projetos e cadastro na Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por meio do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).

O objetivo do curso promovido pela FCCDA é prestar informações para uma melhor compreensão, por parte dos agentes culturais itabiranos, sobre a importância da existência e pleno funcionamento do Conselho Municipal de Política Cultural. Pretende assim contribuir para a difusão e o engajamento da sociedade civil no processo de renovação do Conselho.

Os encontros da FCCDA serão virtuais pela plataforma Zoom. Os interessados já podem se inscrever para participar do curso por meio do link https://cutt.ly/JnRcxer.

Já para o programa do Instituto Cultural Vale é voltado para as organizações tradicionais, associações ou produtoras de todo o Brasil e visa a estimular a produção cultural no país – e é gratuito.

O programa de formação on line propõe apoiar produtores culturais na formatação de projetos e cadastro na Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por meio do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac). Para se inscrever, acesse institutoculturalvale.org, a partir desta quinta-feira (10).

Agentes culturais

O curso de Capacitação de Agentes Culturais da FCCDA contará com dois módulos. Será ministrado por José Márcio Barros, José Márcio Barros é graduado em Ciências Sociais, Mestre em Antropologia e Doutor em Comunicação e Cultura, professor do PPG em Artes e do Curso de Cinema e Relações Públicas da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e do PPG Cultura e Sociedade na Universidade Federal da Bahia (UFBA), além de Coordenador do Observatório da Diversidade Cultural (ODC).

Consta da programação do módulo 1 a divulgação e compreensão das políticas culturais locais e a organização sistêmica da cultura: Sistema Nacional de Cultura enquanto novo paradigma para a gestão cultural, além de aspectos históricos, atual estágio, desafios e possibilidades.

Já no módulo 2 será enfatizada a importância da participação social, representação e deliberação em conselhos, representação e deliberação no contexto dos conselhos municipais de política cultural.

Centro Cultural com a escultura de Drummond, do artista Genin (Foto: Divulgação). No destaque o Memorial Minas Gerais, em Belo Horizonte, é um dos espaços gerenciados pelo Instituto Cultural Vale (Foto: Marcelo Coelho/Divulgação).

Produtores culturais

Pela segunda edição do programa de formação on line de produtores culturais, o Instituto Cultural Vale oferece aulas semanais, agendadas para acontecer entre 15 deste mês e 15 de julho.

As aulas serão ministradas ao vivo pelo YouTube do Instituto Cultural Vale. Ao final, haverá uma live para esclarecimento de dúvidas. E aqueles que se inscreverem previamente no site do Instituto Cultural Vale receberão uma certificação. As aulas serão gravadas e disponibilizadas posteriormente no canal do Instituto no YouTube.

Para os participantes será franqueado acesso ao treinamento que foi realizado em 2020, dividido em cinco módulos com vídeo-aulas gravadas e um manual. Ambos serão disponibilizados em institutoculturalvale.org.

As principais perguntas e respostas sobre a formatação e o cadastro dos projetos também serão disponibilizadas no site do Instituto Cultural Vale.”

“Com essa iniciativa, esperamos que mais produtores culturais possam estruturar os seus projetos, onde quer que estejam”, afirma Christiana Saldanha, gerente do Instituto Cultural Vale.

Todo o conteúdo foi elaborado para apresentar, de maneira didática, como formatar e cadastrar o projeto, considerando as informações sobre a Lei Federal de Incentivo à Cultura e o sistema Salic, do Ministério do Turismo.

O conteúdo foi desenvolvido por Henilton Menezes, ex-Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura e autor do livro “A Lei Rouanet muito além dos (f)atos” (Editora Loyola, 2016).

Participa também do desenvolvimento do conteúdo Suellen Moreira, especialista em gerenciamento de projetos e consultora em elaboração e captação de recursos para projetos por meio de leis de incentivo.

O que o treinamento oferece

● Aulas ao vivo pelo YouTube do Instituto Cultural Vale, sendo uma por semana;
● Conteúdo gravado e disponibilizado no site:
Módulo 1: Conceitos e Premissas da Lei Federal de Incentivo à Cultura
Módulo 2: O Sistema Salic e a Elaboração da Proposta Cultural
Módulo 3: Planejamento Técnico do Projeto
Módulo 4: Elaboração do Orçamento
Módulo 5: Gestão e Prestação de Contas
● Live para tirar dúvidas no YouTube do Instituto Cultural Vale
● Arquivo com as principais dúvidas dos participantes e respectivas respostas
● Certificado de conclusão para inscritos atuação: institutoculturalvale.org

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário