Wisnik e Marli Fantini abrem a Semana Drummondiana no Centro Cultural reunindo Drummond e Guimarães Rosa

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Tem início nesta sexta-feira (25) e se estende até quinta-feira (31) – quando Itabira e o Brasil celebram os 117 anos de nascimento do poeta – a programação do Festival Drummond e da 18ª Semana Drummondiana.

Para este ano, o tema escolhido é Drummond com vida Guimarães Rosa, uma tentativa de trocadilho sem muito apelo para tratar dos pontos de encontro da vida e da obra desses dois ícones da literatura mineira e brasileira.

A professora e escritoria Marli Fantini, especialista em Guimarães Rosa, debate Drummond com Wisnik, no Centro Cultural. No destaque o autor de Maquinação do Mundo (Fotos: Carlos Cruz e Senac)

Para conhecer quais são esses pontos de interseção, o grande momento do festival será a mesa-redonda com o músico e escritor José Miguel Wisnik, professor de literatura da Universidade de São Paulo e autor de Maquinação do Mundo – Drummond e a Mineração, em que esmiúça, com primor e profundidade, a relação do poeta com a sua terra natal e a mineração.

É o segundo ano consecutivo que Wisnik vem a Itabira para participas da Semana Drummondiana. Leia aqui. Participa também da interlocução a escritora Marli Fantini, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na obra de Guimarães Rosa.

O bate-papo acontece às 19h desta sexta-feira, no teatro do Centro Cultural. A mediação da mesa-redonda será do jornalista e escritor e Afonso Borges, gestor cultural e idealizador do projeto Sempre um papo.

Breganeja

Destoante da programação, por nada ter a ver com o biscoito fino da poesia de Drummond, durante o festival o público terá, na praça do Centenário, em frente do Museu de Itabira e ao lado da Casa de Drummond, a Caravana Gastronômica Viação Cipó.

É brega e é uma apelação para um tipo de turismo que não é exatamente o que, historicamente, se planeja para a região, que nada tem a ver com o público da breganeja Viação Cipó.

Mas na praça haverá outros atrativos. Além de shows musicais, a programação reúne bares e restaurantes da cidade, um festival gastronômico que promete apresentar pratos típicos e novos da “gastronomia” itabirana. A conferir.

Programação

A programação inclui peças de teatro, saraus literários, workshops e oficinas. Para o público infantil, um dos destaques é o teatro O Pulgo e o Elefante, uma adaptação do livro História de Dois Amores, de CDA, direção de Tom Pires, no domingo (27), às 17h, no teatro do Centro Cultural. Com entrada gratuita, os ingressos devem ser retirados com antecedência pela Sympla, limitados a 417 lugares.

Ainda na busca de interseções literárias e na vida dos dois escritores mineiros, no domingo, às 16h, na Casa de Drummond (Praça do Centenário, 137), haverá outro bate-papo com o tema Drummond e Rosa: mais que escritores.

Essa mesa-redonda terá a mediação de Solange Alvarenga, coordenadora do Memorial Drummond. E contará com participação de sobrinhos-netos de Drummond e de Guimarães Rosa.

Na quarta-feira (30), às 20h, no Centro Cultural, o músico e compositor Toninho Horta lança o livro Toninho Horta: 108 partituras, além de diagramas de acordes para violão e piano, com direito a um bate-papo com o artista mineiro.

E no dia do aniversário, quinta-feira (31), que é também o Dia Nacional da Poesia, em homenagem ao poeta itabirano, a programação reserva shows com artistas locais, a partir de 20h, na avenida Jardim de Grisolia, centro.

E em seguida, encerrando as comemorações, haverá show com o músico Eduardo Dussek, que promete desenterrar antigos sucessos de décadas passadas.

Para conferir a programação completa, acesse o link http://bit.ly/3FestivalDrummond

Mais informações pelo telefone (31) 3835-2102.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário