Vitória sobre o Santos traz tranquilidade ao Galo neste complicado Brasileiro 2019

0
Compartilhe.

Luiz Linhares*

Não posso negar que o time do Atlético teve uma postura diferente diante do Santos no Independência. O que não faz um gol logo de cara, bem no início, alavancando a moral e jogando o time para cima, no pensamento de vitória. Não foi o jogo dos sonhos, já na chegado o torcedor manifestava sua insatisfação com tudo que vem acontecendo e em especial com o comando diretivo, com xingamentos ao presidente Sette Câmara e o atual diretor de futebol.

Voltando um pouco ao pensamento do antes do jogo, time e torcedores viviam uma grande preocupação, ansiedade para a conquista de vitória e um medo real em relação ao que poderia acontecer caso a vitória não ocorresse. Tenho a certeza que a fragilidade técnica e mesmo incompetência dos seus oponentes por si só estarão garantindo a permanência atleticana na elite do futebol brasileiro na próxima temporada.

Na partida contra o Santos, a vitória se definiu em 20 minutos, quando saíram os dois gols. Com a vantagem bem administrada por todo o restante da partida, o jogo ficou feio, mal arbitrado e com muito mais erros que acertos por parte dos dois times. O Peixe não tem bola para ostentar o terceiro lugar da tabela, refém de alguns valores que por sinal nada mostraram no Independência, casos do venezuelano Soteldo e do paraguaio Derli Gonzalez.

Foi uma vitória para dar paz e tranquilidade. O Atlético terá agora uma semana cheia de preparação visando o São Paulo na capital paulista, adversário bem conhecido do atual treinador atleticano Wagner Mancini e também oscilante na disputa. Na sequencia vem o virtual rebaixado Chapecoense. E assim o Galo irá colhendo os pontos para levar a bom termo este complicado 2019.

Cruzeiro balança mas não cai, é a certeza que se tem com as duas últimas vitórias

Cruzeiro tem duas vitórias seguidas, sai do sufoco e já começa a respirar mais aliviado (Foto: Daniel Vorley/Light Press/Cruzeiro). No destaque. o Atlético bate o Santos, com gol de Luan no início da partida (Foto: Juarez Rodrigues/EM-DA)

Vivemos num mundo capitalista e é engraçado também como as coincidências marcam as nossas vidas. No Cruzeiro acontece a mudança de comando no futebol.

Pois foi só os jogadores terem a mínima garantia de que haveria acertos pendentes, grana na conta de todos para que o time se mostrasse com uma nova postura, vencendo bem o oscilante São Paulo dentro do Mineirão e depois em Itaquera, na grande São Paulo, vencendo o Corinthians.

Isso muda tudo, com certeza para um time que não vencia e não vencia há oito ou nove jogos, agora não perde há cinco e que, com certeza, já começa a trilhar um caminho de superação.

Quem acompanha o Cruzeiro sabe que a crise nada tinha a ver com o time e o grupo, mas é certo que faltava união e tranquilidade em campo para o clube jogar o que sabe e tem potencial. É assim que ocorre também em nossas próprias vidas quando se está com a cabeça quente e cheia de problemas e não fazemos o que é esperado como resultado.

Mudanças no time azul foram poucas. Mas o Cruzeiro segue melhorando e acontecendo com ideias e lances que rendem confiança e resultado. Foi assim contra o São Paulo, ocasião em que o time se superou em tudo, foi valente bem aquém do que vinha sendo e próximo do que era o jeito de ser do Cruzeiro.

O que se viu foi uma luta que renderam vitórias importantes. O que dizer do jogo contra o timão, quando teve reação rápida para não ficar atrás do marcador e o lance inusitado que lhe rendeu a vitória?

Pode ser um claro sinal que os tempos estão mudando. O time vai jogando o que sabe e as vitórias vão acontecendo. Em breve, o torcedor vai rir ao lembrar que o time azul esteve mais uma vez na berlinda e com sérios riscos de um rebaixamento.

O Ceará joga nesta segunda contra o Bahia em Salvador e acredito que não conseguirá superar o time da boa terra. E assim o Cruzeiro estará na porta, mas já fora da zona de rebaixamento. Daqui para frente cada jogo é uma decisão.

O Fortaleza do técnico Rogerio Ceni tem de ser a próxima vítima. Afinal, a partida será dentro do Mineirão com a casa cheia e torcida novamente empolgada. Será a hora para o torcedor e o time mostrarem que os antigos dirigentes do futebol estavam equivocados e que o Ceni apenas atrapalhou mais no curto tempo que esteve no seu comando técnico.

América não vacila e tem mais uma vitória espetacular fora de casa

Flávio marcou o gol que deu a vitória ao Coelho (Foto: Daniel Hott/América)

Estou animado e confiante com o América. O Coelho teve uma vitória espetacular fora de BH contra o Oeste, em Barueri, o que o colocou de vez em real situação de ser promovido para a série A do Brasileirão.

Faltam nove jogos e no contexto da tabela são jogos que podem fazer a felicidade verde e branca. Já neste fim de semana, o América terá um confronto direto em Goiânia contra o Atlético local, que ocupa a terceira posição.

O momento é muito bom para voltar de lá bem encaminhado e entrar de vez no G4.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

 

 

Sobre o Autor

Deixe um comentário