Unifei abre as suas portas para comunidade escolar

0
Compartilhe.

Abrir-se para um diálogo com a sociedade deve ser parte da estratégia de toda instituição de ensino, ainda mais quando se trata de uma universidade pública federal. A interação deve ser constante e permanente, procurando conhecer os anseios comunitários, descobrindo formas de contribuir para que a realidade se transforme para melhorar a vida das pessoas em sociedade.

Alunos da Unifei receberam e acompanharam os estudantes de Itabira na visita aos laboratórios (Fotos: Divulgação)

Isso se torna ainda mais necessário quando se consideram os anseios acalentados por Itabira com a instalação do campus da Unifei na cidade.

Essa conceituada universidade federal de Itajubá (MG) há dez anos aqui instalou o seu campus avançado não só para que a tão propagandeada e pouco realizada vontade de Itabira se tornar uma Cidade Educativa, título simbólico concedido pela Unesco na década de 1970, vire realidade com um ensino superior de qualidade.

Mas é também parte importantíssima de uma estratégia para mudar um indesejado quadro de alta dependência à atividade mineradora, que dá os seus últimos suspiros nessa terra ainda mineral. Daí que o fomento de um centro de desenvolvimento tecnológico, com a instalação de indústrias de ponta, é outro anseio que ainda está para ser realizado.

Pois é para se aproximar ainda mais da sociedade itabirana, principalmente da comunidade escolar, que o projeto Unifei Portas Abertas recebeu, nessa sexta-feira (11), cerca de 300 alunos e professores do ensino fundamental. Participaram da visita ao campus professores e alunos do Colégio Tiradentes (da Polícia Militar) e também das escolas estadual Antônio Linhares Guerra e municipal professora Antonina Moreira.

Foi uma oportunidade para os participantes conhecerem os projetos desenvolvidos pela universidade, visitar as suas instalações, especialmente os laboratórios, onde acompanharam vários experimentos. Essa interação entre universidade e comunidade escolar foi considerada bastante positiva por todos os participantes.

A equipe Lots-Aerodesign foi um dos projetos que os estudantes itabiranos conheceram

Maria Fernanda, aluna do 8º ano da escola Antonina Moreira, por exemplo, se surpreendeu com a estrutura encontrada, que ela ainda não conhecia. Fernanda gostou especialmente das explicações sobre o meio ambiente e tudo que com nele se relaciona, interagindo entre si: terra, água, ar, fogo, bicho, planta, gente. “O mais legal foi que as explicações não ficaram só na teoria, mas deram também exemplos práticos”, disse ela, referindo-se às explicações que ouviram dos alunos e professores da universidade.

Entusiasmada, ela já projeta estudar na Unifei. “Desejo entrar em algum curso que esteja ligado à robótica, pois é uma área muito interessante. Desenvolver robôs é mais do que uma brincadeira”, considera a aluna, que vê a robótica ocupar cada vez mais espaço na vida moderna. “É importante ficar atento a essa evolução”, se propõe.

Professora de artes na escola Antonina Moreira, Maristela Souza conta que os alunos se mostraram interessados, desde que souberam do convite para visitar o campus pelo projeto Unifei Portas Abertas. “É uma oportunidade para que os alunos entrem em contato com pessoas que já estão na universidade e também para que conheçam as suas experiências”, disse ela, que vê na visita, e com as informações recebidas, elementos a mais para os alunos projetarem o caminho profissional que desejam seguir.

À frente do projeto Unifei Portas Abertas, a coordenadora de extensão do campus de Itabira, Martinelly Martins também ressalta a importância dessa interação com a comunidade escolar itabirana. “Muitos alunos passam pela educação básica sem nunca entrarem em um campus”, lastima.

Ela concorda com a professora Maristela Souza. “Quem sabe os alunos até despertam o desejo de fazer um curso de engenharia”, estimula, vislumbrado a continuidade do projeto com a visita futura de mais alunos e professores de Itabira e da região.

O projeto Unifei Portas Abertas é realizado desde 2016 – e é semestral. As escolas (do ensino fundamental e médio) interessadas em participar devem entrar em contato pelo telefone (31) 3839-0876 ou pelo e-mail extensao@unifei.edu.br.

Sobre o Autor

Deixe um comentário