Uma partícula da Lira caboverdeana 

4
Compartilhe.

Mauro Andrade Moura

Entre as mornas crioulas inspiradas por saudades, sofrimentos e amores, foi relançado na Feira do Livro de Lisboa,  em maio e junho de 2019, o livro Uma partícula da Lira caboverdeana, do autor Francisco Xavier da Cruz – B.Léza.

Francisco Xavier da Cruz, o B.Léza, na capa do livro. No destaque, cidade de Mindelo, ilha de São Vicente, terra natal do artista caboverdiano (Foto: Mauro Moura)

Tendo sido a primeira edição lançada em 1933, na cidade da Praia, Cabo Verde, pela Tipografia Minerva, de Cabo Verde, tivemos o prazer da leitura desta segunda edição ampliada e revista pelo nosso amigo, jornalista,escritor e colunista desta revista eletrônica Vila de Utopia, Veladimir Romano, filho do compositor B.Léza, com edição atual pela Editorial Minerva de Lisboa.

Com prefácio do pintor e artista plástico António Firmino (Toy Firmino), também ele artista caboverdeano, apresentando aspectos culturais de Cabo Verde e da vida e obra de B.Léza.

Nesta reedição, o texto inicial de 1933 foi ampliado com novas informações a respeito da obra musical e poética de B.Léza – e da lira popular local.

Apresenta-nos também a lista completa de obras editadas e dos trabalhos inéditos, letras de algumas mornas e coladeiras, ritmos próprios de Cabo Verde, e marchas, fotografias da época e alguns Postais Criolos de Lisboa do artista plástico Paulo Violante.

Aguardamos ansiosos pela leitura dos próximos livros do grande B.Léza, compondo a trilogia de sua obra cultural e musical.

Ficha técnica

Capa: Gustavo França da Cruz

Fotografias: Arquivo Histórico Giuseppe Frusoni

Pré-impressão: José Ganho

Impressão: AGIR

Acabamento: Editorial Minerva

1ª edição Maio de 2019

Sobre o Autor

4 Comentários

Deixe um comentário