Seminário em Itabira teve palestra sobre como identificar e denunciar a violência doméstica contra a mulher

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

A delegada Amanda Machado Celestino, da Delegacia da Mulher, incansável batalhadora em defesa das mulheres vítimas de violência, fez palestra por ocasião da realização do II Seminário de Atendimento Humanizado às Vítimas de Violência Sexual e Doméstica de Itabira, na terça-feira (12), no teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade.

Delegada Amanda Machado (Fotos: Divulgação). No destaque, ensaio fotográfico com a modelo Bee Dannel (Foto: Delaney George)

O seminário foi promovido pela Secretaria de Saúde e Assistência Social, em parceria com o Tribunal de Justiça, polícias Militar e Civil. O objetivo do seminário foi desenvolver estratégias para se trabalhar de forma humanizada a assistência à essas vítimas.

Na oportunidade foram divulgados os serviços existentes no município de proteção e dos cuidado que são oferecidos às mulheres que sofrem todas as formas de violência. Outro objetivo foi capacitar servidores que estão na linha de frente do atendimento à essas vítimas.

“Para prestar um atendimento humanizado, os servidores precisam dominar o que é a violência, como a rede de enfrentamento funciona e como agir diante de casos de violência doméstica e sexual”, acentuou a delegada.

Na abertura do seminário, a secretária municipal de Saúde, Rosana Linhares, pediu um minuto de silêncio em homenagem à adolescente N.M.S, 14 anos, vítima de feminicídio, brutalmente assassinada no povoado Serra dos Alves, distrito de Senhora do Carmo. Leia aqui.

Equipe de enfrentamento e assistência às vítimas da violência sexual e doméstica em Itabira

Em sua palestra, a delegada discorreu sobre Como identificar e denunciar a violência doméstica e sexual: um manual de ação – e contou com a participação de 200 servidores municipais de nível técnico (técnicos de enfermagem, agentes de endemias e agentes comunitários de saúde).

O seminário é um desdobramento de uma série de capacitações realizadas no município, com a coordenação da delegada – e que visam garantir aos usuários da rede um atendimento eficaz e acolhedor. Em 2019, mais de 500 servidores passaram por essa capacitação, entre policiais civis e servidores municipais.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário