Sem estoque de vacinas, campanha de imunização por drive-thru é provisoriamente suspensa em Itabira

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Para se ter ideia de como está lenta a campanha de imunização, nessa quarta-feira (7), Itabira recebeu apenas dez doses da vacina Coronavac. Por força da nota técnica emitida pelo Ministério da Saúde, com essas poucas doses serão imunizados os bombeiros de resgate.

Posteriormente serão incluídos nos grupos prioritários os profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos forças armadas envolvidas nas ações de combate à Covid-19.

Nessa próxima etapa serão também imunizados os trabalhadores envolvidos no atendimento e no transporte de pacientes, como também nos resgates e atendimento pré-hospitalar, além dos profissionais que participam da campanha de vacinação.

E, também, os profissionais que participam das ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, independentemente da categoria.

Com o pequeno número de imunizantes, foram suspensos os atendimentos por drive-thru nos estacionamentos da Funcesi e da Prefeitura.

Já as vacinas encaminhadas na terça-feira (6) pela Gerência Regional de Saúde (GRS) serão destinadas, prioritariamente, para dar continuidade à imunização de idosos. Mas ainda sem datas definidas para essa etapa ter início, o que deve ser divulgado em breve.

A previsão é aplicar 4.870 doses da vacina CoronaVac em quem tem entre 70 e 79 anos (2ª dose), 380 da AstraZeneca em trabalhadores de saúde (2ª dose) e dez da CoronaVac nos profissionais das forças de segurança (1ª dose), totalizando 5.260 doses.

Os idosos com idade a partir de 65 anos que não compareceram até quarta-feira (7) para receber a primeira dose da vacina, devem aguardar a próxima remessa de imunizantes pelo governo estadual ao município.

Os idosos com idade entre 80 e 84 anos que não compareceram ao drive-thru, no início desta semana para que fosse aplicada a segunda dose, podem agendar atendimento na unidade do Programa Saúde da Família (PSF) perto de suas residências.

Foto: Eduardo Cruz

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário