Secretária é convidada pela Câmara a explicar corte de árvores na cidade

3
Compartilhe.

O ato público realizado no domingo (29/10) pelos moradores da rua Paulo Pereira e Doutor Guerra, no centro, repercutiu na reunião desta terça-feira (31/10) do legislativo itabirano. O vereador Weverton “Vetão” Leandro Santos Andrade (PSB) solicitou ao vereador Neidson Dias Freitas (PP), presidente da Casa, que convide a secretária de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDUMA), Priscila Braga Martins da Costa, para participar da próxima reunião das comissões temáticas, na segunda-feira, às 14h, na Câmara Municipal.

O vereador Vetão quer ouvir as explicações para o corte de árvores e pede laudos técnicos (Fotos: Carlos Cruz)

O vereador oposicionista quer que ela explique os critérios técnicos que autorizaram os cortes de árvores, a maioria remanescente da Mata Atlântica, assim como outros aspectos da operação Cidade Limpa, relativos à supressão de espécies nativas em vários bairros.

O vereador oposicionista criticou também a retirada pela Prefeitura da faixa e das cruzes colocadas pelos moradores após o ato público no talude próximo do cemitério do Cruzeiro, nos locais onde as árvores foram cortadas.

De acordo com os moradores, essas árvores não ofereciam riscos à segurança –e que boa  parte estava florindo, na plenitude de seu desenvolvimento.

Priscila, secretária, aceita o convite ou não. Outros secretários convidados aceitaram e esclareceram dúvidas

No entanto, laudo assinado pelo engenheiro ambiental Fabrício Saez Milanio, diretor de Preservação Ambiental da SMDUMA, liberou o corte das árvores no talude, sob argumento de que elas se “encontram com aspectos fitossanitários ruins, sendo necessário o corte raso”. Entre as árvores suprimidas estão espécies imunes de corte, como os ipês e outras espécies da Mata Atlântica.

Em reunião ontem na Prefeitura com o secretário-adjunto de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Rino Simões Veloso, e com a superintendente de Serviços Urbanos, Dulcineia Martins Calmon Castro, a moradora Maria Marta Martins da Costa questionou a validade do relatório de vistoria técnica que autorizou os cortes e ou podas de árvores.

Segundo ela, além de não fazer referência a todas as árvores que foram cortadas, o relatório cita outras espécies, como os paus jacarés, que não existiam no local. A demora na apresentação do laudo ou vistoria autorizando o corte das árvores também foi questionado pela moradora, fazendo eco ao manifesto abaixo-assinado divulgado no ato público e que foi compartilhado nas redes sociais:

Prefeitura retirou a faixa e as cruzes. Vereador considerou o ato como cerceamento da liberdade de expressão

“Exigimos a transparência de todos os atos que envolvem os agentes públicos responsáveis pela execução dos cortes, uma vez que não estamos convencidos com os argumentos até então apresentados, de que as árvores representam qualquer tipo de ameaça à segurança pública. As evidências, já conhecidas por todos, demonstram as boas condições fitossanitárias das espécies suprimidas em vários pontos da cidade.

Habilitação

Os moradores querem saber também se o engenheiro ambiental que autorizou o corte está habilitado tecnicamente. Para esclarecer essa dúvida, o vereador Vetão solicitou também à Prefeitura que envie ao seu gabinete todos os laudos que autorizaram o corte de árvores na cidade.

“Queremos esclarecer as dúvidas dos moradores e também se há ou não a necessidade de se fazer todos esses cortes de árvores na cidade. A participação da secretária será, inclusive, uma oportunidade para ela se explicar”, disse o vereador a este site.

Blindagem

Neidson tentou evitar o convite à secretária, mas cedeu

No encaminhamento das discussões para aprovar ou não o convite à secretária de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Neidson Freitas tentou impedir a sua aprovação, na tentativa de blindar a secretária.

De acordo com ele, não dá para ficar convidando, por qualquer motivo, secretários do governo para vir ao legislativo explicar o que tem feito.

“É impertinente”, considerou. Mas ele acabou cedendo e acatou o pedido de convite para a secretária comparecer  na Câmara na próxima segunda-feira, na reunião das comissões temáticas.

Priscila Martins da Costa, no entanto, só irá atender ao convite caso queira. Isso por não ser obrigada a comparecer, já que não foi convocada, quando há a obrigatoriedade de comparecimento. “Se ela não vier, vou apresentar requerimento de convocação”, adianta o vereador Vetão. Vai ser difícil aprovar o requerimento, uma vez que a bancada situacionista compõe ampla maioria no legislativo itabirano.

O vereador torce para que a secretária siga os exemplos do secretário de Obras, Ronaldo Lott, e do presidente do Saae, Leonardo Lopes, que compareceram na Câmara todas as vezes que foram convidados para prestar esclarecimentos.

 

Sobre o Autor

3 Comentários

  1. Sônia Mendonça em

    Muito bom ter pessoas com consciência ecológica como o vereador Vetão, que luta pelo povo, representando-o em seus questionamentos no plenário da Câmara. Parabéns sr. Vereador! Parabéns Carlinhos Cruz pelas excelentes reportagens!

  2. Mauro Andrade Moura em

    Primeiramente eu duvido que essa secretária Priscila vá comparecer à Câmara dos Vereadores para dar explicações de ato do mau feito praticado por ela.
    Segundo e mesmo porque, quem gosta de mandar costuma não aceitar nem um mero convite.
    Mas queria queimar a minha língua…

  3. Nivaldo Ferreira dos Santos em

    Aos interessados em conhecer e discutir as questões ambientais de Itabira: a próxima reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Codema) foi convocada para esta quinta-feira, 09/11/2017, às 16 hs no Parque Natural Municipal do Intelecto. Quem quiser ter direito a fala durante a reunião tem que chegar antes e se inscrever… Participem!

Deixe um comentário