Queimadas

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Mata Atlântica

Carlos Drummond de Andrade

 

Não, não haverá para os ecossistemas aniquilados

Dia seguinte.

O ranúnculo da esperança não brota

No dia seguinte.

A vida harmoniosa não se restaura

No dia seguinte

O vazio da noite, o vazio de tudo

Será o dia seguinte.

 

De cada cem árvores antigas

Restam cinco testemunhas acusando

O inflexível carrasco secular.

Restam cinco, não mais. Resta o fantasma

Da orgulhosa floresta primitiva

 

Onde as madeiras de lei

Se a lei deixou roubá-las?

 

(Mata Atlântica. Rio de Janeiro, 1984 – by AC&M)

Foto: Carlos Cruz

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário