Profissionais de saúde e pacientes com sintomas já estão sendo testados em Itabira, diz Rosana Linhares, secretária de Saúde

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Já chegaram a Itabira os 10 mil testes rápidos que a Prefeitura adquiriu para testar profissionais de saúde, agentes da segurança pública – e também as pessoas que apresentam sintomas da covid-19. Além desses, o Rotary promete doar mais 5 mil testes.

E a Vale confirmou que irá testar todos os seus empregados e terceirizados. E que irá doar kits de testagem ao Hospital Nossa Senhora das Dores, mas sem informar o volume. Segundo o vereador André Viana (Patriota), serão doados 8 mil kits ao hospital. Leia mais aqui.

Com maior número de pessoas testadas é possível sair do escuro e entender qual é a real extensão da pandemia no município. E assim decidir um plano lento, gradual e seguro para se sair da “quarentena”.

Enquanto isso não acontece, o isolamento social é extremamente necessário, principalmente com a chegada do frio e das doenças respiratórias, que acometem principalmente idosos e crianças.

Segundo a secretária de Saúde, até neste sábado já se terá um protocolo com o detalhamento em nota técnica de como será feita a testagem no município. “Vamos testar com amostras por regiões.”

Rosana Linhares informou que já chegaram também os testes de influenza (gripe). Com a testagem em massa irá ocorrer a segregação de quem está com a covid-19 das que estão com a influenza (gripe). As duas doenças apresentam, na fase inicial, sintomas semelhantes, mas exigem tratamentos diferenciados.

Fora do pico

Com máscaras, mas demasiadamente juntos no ponto de ônibus

Mantendo-se o isolamento social, a secretária municipal de Saúde acredita ser possível achatar a curva da pandemia, com um menor número de pessoas infectadas.

“O achatamento nos permite ganhar tempo diminuindo a propagação. Assim teremos condições de tratar quem precisa, assegurando a vida das pessoas”, disse Rosana Linhares, lembrando que o vírus pode ser letal e é de alta transmissão. “Causa uma doença para a qual a ciência ainda não resolve todos os males e pode deixar sequelas.”

Projeção

Mesmo com o achatamento da curva, sem que ainda se tenha chegado ao pico da pandemia, a Prefeitura mantém a projeção de que cerca de 8 mil pessoas serão infectadas no município, a maioria sem as formas graves.

“Não é verdade que o vírus não afeta os jovens. No Brasil a população com idade entre 19 e 49 anos tem sido muito infectada. E não sabemos como o vírus irá reagir no organismo das pessoas”, advertiu.

O fato de não se ter atingido o pico, não significa que a pandemia não esteja acometendo as pessoas no município e na região. “Já temos a transmissão comunitária e não podemos nos descuidar.”

De acordo com o último boletim epidemiológico, foram registrados dois novos casos confirmados de covid-19, de um total de 12 pessoas testadas positivas.

Dessas, seis já estão recuperadas, e cinco seguem em isolamento domiciliar, tendo ocorrido um óbito. Outros 93 pacientes estão sendo monitorados e 73 casos foram descartados.

Segundo Rosana Linhares, um dos novos casos é de um jovem de 24 anos que contraiu o vírus no local de trabalho – e está em isolamento domiciliar fora de Itabira. “O outro caso é de um senhor que tem patologia de risco. Está em isolamento, sob cuidados.”

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário