Prefeitura de Itabira amplia ponto facultativo na cidade por mais uma semana

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Diante do movimento paredista dos caminhoneiros autônomos e do locaute das empresas de transporte, e mesmo com o “acordo” fechado, mais uma vez, com o Governo Federal para por fim ao movimento, o prefeito Ronaldo Magalhães (PTB decidiu estender o ponto facultativo nas repartições públicas municipais por mais dois dias.

Prefeito Ronaldo Magalhães e o comandante tenente-coronel Hudson Ferraz Matos em coletiva nesta segunda-feira (Fotos: Carlos Cruz)

Dessa forma, com o feriado de Corpus Christi na quinta-feira, e com a sexta-feira já previamente definida como ponto facultativo na Prefeitura, esses serviços nas repartições públicas só serão retornados na segunda-feira (4), incluindo as aulas nas escolas e creches municipais. Os demais estabelecimentos de ensino na cidade também estão com as aulas suspensas.

Hospitais priorizam atendimento de urgência

De acordo com Magalhães, os serviços de saúde estão sendo mantidos em funcionamento, o que inclui o Pronto-Socorro e os hospitais. “Só as cirurgias seletivas foram suspensas, para priorizar os atendimentos de urgência e emergência”, disse o prefeito em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (28), na Prefeitura.

Mas o prefeito se equivocou ao assegurar que as unidades básicas de saúde também estão funcionando, o que não acontece. No PSF do bairro Pará não há sequer aviso de quando retorna o atendimento ao público.

PSF do Pará está fechado nesta segunda-feira e não há aviso de quando volta a funcionar

Abastecimento

Ronaldo Magalhães informa que a Prefeitura tem estudado alternativas para o abastecimento na cidade, principalmente de combustível para os serviços de segurança pública, saúde (Samu e ambulâncias), educação, limpeza urbana e insumos para os hospitais, Pronto-Socorro e demais unidades de saúde.

“Estamos buscando alternativas de transporte para que os insumos já adquiridos cheguem o mais rápido possível a todas as unidades de saúde.”

Para a volta às aulas, na próxima semana, o prefeito garante que estão sendo também estudadas alternativas para que não falte a merenda escolar. “Estamos levantando as necessidades, principalmente de leite e gás. Estamos esperançosos para que tudo volte à normalidade na próxima semana.” Alunos têm procurado as escolas municipais e estaduais em busca de merenda escolar. Em vão.

Coleta de resíduos

Coleta de lixo está sendo feita só com metade da frota

Quanto ao serviço de limpeza urbana, a Itaurb dispõe de combustível suficiente para só até esta terça-feira (29). Nesta segunda-feira, o serviço foi executado com apenas quatro caminhões de um total de nove que faz o serviço de coleta na cidade.

A prioridade tem sido o recolhimento de resíduos no centro da cidade e nos corredores com maior fluxo no perímetro urbano, informa o presidente da Itaurb, Sebastião Onofre Silva. “Acreditamos que até amanhã (terça-feira) estaremos com toda a frota abastecida para o recolhimento de lixo em toda a cidade”, torce.

O tratamento de água pelo Saae não chegou a ser comprometido. “Temos insumos (sulfato de alumínio, cloro) suficientes para mais alguns dias. Não há risco de faltar água na cidade por falta de tratamento”, tranquiliza o prefeito.

Segurança pública

Presente na entrevista coletiva, o tenente-coronel Hudson Ferraz Matos, comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, também procura tranquilizar a população de Itabira e da região. Segundo ele, todas as ações de policiamento ostensivo e preventivo estão sendo mantidas.

“Só readaptamos o planejamento dos órgãos afetados. O prefeito nos demandou algumas ações (para assegurar o abastecimento de combustível e de insumos de saúde), mas ainda carece de algumas conexões aqui e com a Defesa Civil do Estado”, informa.

“Mas reafirmo que não só em Itabira, mas em todas as dez cidades que integram o 26º Batalhão estamos prontos para manter a segurança pública e a tranquilidade da população”, disse ele, que participa do gabinete de crise instituído pelo prefeito, juntamente com a Polícia Civil, Saae, Itaurb e secretários municipais.

Matos, porém, não quis quantificar para quantos dias o estoque de combustível da PM é suficiente para manter o policiamento nas dez cidades de sua abrangência. “Posso assegurar que não haverá descontinuidade nos serviços de segurança sob responsabilidade da Polícia Militar.” Segundo ele, nas cidades que compõem o 26º Batalhão não houve rodovias com bloqueio pelos paredistas.

Segurança alimentar

Verduras só da região são encontradas em Itabira

Em um dos maiores supermercados da cidade, cujo nome o gerente pede para ser mantido no anonimato, não faltam gêneros alimentícios não perecíveis. “Temos estoque para pelo menos mais duas semanas”, garante.

Entretanto, já há falta de produtos perecíveis (frutas, verduras, legumes). “Só temos disponíveis o que é fornecido por produtores da região”, informa o comerciante João Valentim, proprietário de hortifruti na cidade.

“Iremos buscar verduras, legumes e frutas na Ceasa somente quando houver certeza de que não teremos bloqueios na estrada.” Ele diz ainda que não irá trazer produtos com ágio. “Não queremos passar isso (o sobre preço do ágio) aos nossos fregueses”.

Esse é um dos grandes temores da população após o fim do movimento paredista. Afinal, é bem possível que os preços dos alimentos sejam majorados para valores especulativos, elevando bastante o custo de vida.

Ônibus

Pelo menos até quarta-feira, o transporte coletivo urbano seguirá com horários restritos. A Cisne informa que não haverá ônibus nos horários de 8h30 às 11h30, de 13h às 17h e de 20h às 22h10. Já o ônibus circular só irá circular no sentido B.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário