Prazo de inscrição para a 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais, com recursos de R$ 20 milhões para todo o país, encerra em 14 de outubro

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Com alocação de R$ 20 milhões para patrocínios culturais, a mineradora Vale faz a 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais, que entra na última semana para cadastro de projetos. As inscrições vão até o dia 14 de outubro e podem ser feitas no site do recém-lançado Instituto Cultural Vale –  institutoculturalvale.org.

O edital é inédito e busca por projetos que valorizem patrimônios, identidades culturais e que contribuem com o desenvolvimento cultural. Cadastro pode ser feito em http://bit.ly/Chamada-Vale. 

O patrocínio cultural selecionará projetos em quatro faixas: até R$ 250 mil, até R$ 500 mil, até R$ 1 milhão e até R$ 2 milhões.  No site do Instituto Cultural Vale – http://bit.ly/Chamada-Vale – também estão disponíveis o regulamento do edital e o manual do proponente.

A seleção destinará o total a ser alocado em recursos incentivados pela Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Saiba mais

A convocação pública é para projetos existentes em todo o país, podendo versar sobre toda e qualquer manifestação cultural brasileira. O objetivo é fomentar a realização de projetos culturais que valorizem identidades e patrimônios, além de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico nos locais onde são realizados.

A divulgação final dos resultados será feita no dia 1º de dezembro, no site do Instituto Cultural Vale. Realizada com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, artigo 18, a seleção e o aporte da verba da primeira edição da Chamada serão realizados em 2020. Os projetos devem ser executados ao longo de 2021.

A Chamada Vale tem canais exclusivos para tirar dúvidas. Os proponentes podem entrar em contato por meio do e-mail chamada@chamadavale.com, por onde dúvidas e esclarecimentos serão respondidos em até três dias úteis. Ou entre em contato pelo telefone 0800 024 4287.

Círio de Nazaré é patrocinado pela Vale desde 2004 (Foto: Fernando Sette). No destaque, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (Foto: Alexandre Rezende/Divulgação)

Instituto Cultural Vale

Conforme explica a mineradora, em nota distribuída à imprensa, a 1ª Chamada Vale de Patrocínios Culturais nasce simultaneamente ao Instituto Cultural Vale. Pretende democratizar o acesso e fomentar a arte, a cultura e o desenvolvimento das expressões artísticas regionais.

O Instituto Cultural Vale têm, sob sua gestão, mais de 60 projetos criados, apoiados ou patrocinados pela Vale em mais de 50 municípios brasileiros em 2020. Para isso, conta com uma rede de espaços culturais próprios.

São quatro museus e centros culturais abertos ao público, com visitação gratuita, com atuação junto a escolas e organizações sociais, com identidade e vocação próprias: Memorial Minas Gerais Vale (MG), Museu Vale (ES), Centro Cultural Vale Maranhão (MA) e Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA).

Fechados, temporariamente, desde março de 2020, em decorrência pandemia da Covid-19, estes espaços mantêm programação online gratuita em seus canais próprios. Juntos, desde sua inauguração, os museus e centros culturais próprios já receberam mais de 3,3 milhões de visitantes e realizaram cerca de 165 exposições.

O Instituto Cultural Vale apoia, com patrocínio e como parte da estrutura de governança, a reconstrução do Museu Nacional. Além disso, patrocina, entre outros projetos, o Museu do Ipiranga, o Museu de Arte do Rio, o Theatro Municipal, o Instituto Inhotim, o Museu de Congonhas, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

Apoia também a conservação do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, do Museu de Congonhas, em Minas Gerais, da Basílica de Nazaré, no Pará, e das fachadas do centro histórico de São Luís, no Maranhão. O Instituto Cultural Vale fomenta ainda a Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro, festividades e ações de circulação como o Círio de Nazaré, no Pará.

Desde o início dos anos 2000 a Vale também cria oportunidades para estudantes participarem de formações musicais e desenvolverem seus talentos nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul.

Em 2019, a empresa criou o Programa Vale Música, uma rede colaborativa de ensino e aprendizagem composta por projetos musicais dos quatro estados e as maiores orquestras do país.

Ao todo, a rede envolve mais de 240 profissionais e mais de 1.000 estudantes. São parceiras do Programa Vale Música a Orquestra Sinfônica Brasileira, a Orquestra Ouro Preto e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, patrocinadas pela Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário