Polícias Civil e Militar prendem 16 envolvidos em homicídios, tráfico de drogas e roubos na zona rural de Itabira

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Em uma ação conjunta, envolvendo 183 policiais da Polícia Militar e Polícia Civil, foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (24) a Operação Independência nas cidades de Itabira, Barão de Cocais e Santa Bárbara.

Com a operação, que é continuidade de uma campanha que vem sendo desenvolvida há mais tempo nas três cidades, foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão e nove mandados de prisão.

Mas a operação já resultou, na prática, em 16 prisões de pessoas envolvidas com crimes na região, além da apreensão de quatro menores de idade. “São criminosos recorrentes que têm praticados crimes e roubos em diferentes localidades da região”, salientou o tenente-coronel Hudson Ferraz.

Operação contínua

O tenente-coronel Hudson e o delegado Helton Cota apresentaram os primeiros resultados da Operação Independência. No destaque, policiais cumprem os mandados de prisão (Foto: Divulgação)

Para o comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, sediado em Itabira, a operação continua em andamento em diferentes localidades, informou em coletiva de imprensa.

“É uma demonstração de que as forças de segurança estão ativas e convergentes no combate e prevenção de crimes na região.”

Ainda na manhã desta quinta-feira foram também apreendidos R$ 15 mil, um drone, armas e munições, drogas – e também pássaros silvestres e 15 galos da Índia.

Investigações

A Operação Independência é resultado de investigações conjuntas das duas polícias. Foi autorizada pela Justiça Criminal das cidades envolvidas, com a aquiescência do Ministério Público. O objetivo destacado é coibir a prática de crimes violentos e o tráfico de drogas.

“Foi uma ação cirúrgica, que vem sendo planejada há algum tempo. Definimos os alvos prioritários e todos foram presos. São indivíduos envolvidos diretamente nos homicídios tentados e consumados e com o tráfico de drogas”, salientou o delegado regional Helton Cota.

Segundo ele, muitos estão envolvidos com os últimos roubos a mão armada ocorridos na zona rural de Itabira. “Desarmadas em outras operações, esses indivíduos foram em busca de armas de fogo para continuarem cometendo crimes”, acrescentou o delegado. Leia também aqui.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário