Pitacos da rodada esportiva

0
Compartilhe.

Luiz Linhares*

Valério está a duas partidas de sagrar campeão e deixar a segunda divisão do Mineiro

Não consegui postar aqui os pitacos na segunda-feira (14). O atraso, pelo qual peço ao leitor que me desculpe, se deve pelo fato de que nesta terça-feira estou iniciando uma viagem a São João Del Rei que, por si só, já conta histórias de nossa Minas Gerais.

Renato Gaúcho, técnico, Luiz Precata, presidente, e Marcelo Ramos, auxiliar-técnico; trio de sucesso no Valério (Fotos: Divulgação)

Claro que não é esse o motivo de meu deslocamento, não pretendo recontar essas histórias. O motivo da viagem é acompanhar para os ouvintes da rádio Itabira-AM o início da fase semifinal do Campeonato Mineiro da Terceira Divisão. Uma competição que há oito faz o torcedor itabirano sofrer com a presença do Valério nessa disputa.

Daqui a pouco coloco o pé-na-estrada. Levo comigo mais de trinta anos colhendo vitórias, alegrias e, também, muitas tristezas, decepções e frustrações em diversas caminhadas acompanhando o nosso Dragão ao longo de sua história.

Este ano de 2018 tem sido bem maluco e positivo para o Valério. Do nada se agrega dois ex-grandes atletas profissionais, Roberto Gaúcho e Marcelo Ramos, vencedores que estirem em um dos grandes times de nosso estado. Os dois entram na disputa com minguados recursos obtidos pela direção do clube – e montam um time competitivo, qualificado e com espírito de vencedor.

Com méritos, o Valério chega a semifinal e está a dois passos de sair dessa famigerada terceira divisão. Estou viajando para acompanhar os primeiros noventa de cento e oitenta minutos que podem mudar essa história, com confiança, esperança e brilho no olhar que estão em minha bagagem.

Na quarta-feira (17), na terra do ex-presidente Tancredo Neves espero acompanhar em vermelho e branco mais uma vitória nessa história que continua a me alimentar para um futuro melhor.

E o futuro melhor que estamos a buscar neste mês, com pensamento à frente, passa pelo meu querido Valério. Tenho certeza que no sábado (20), em São Gonçalo do Rio Abaixo, o torcedor irá abraçar essa aguerrida equipe. Participe desse final glorioso que a história reserva para o nosso Valério. Esforce para lá participar e ser também merecedor dessa alegria que espero contamine a todos.

Crowdfunding: Ajude o Valério comprando camisas do time. Acesse: http://www.camisadovalerio.com.br/

Cruzeiro tem pegada forte e receita certa para vencer também na quarta-feira

Thiago Neves é dos destaques do forte time do Cruzeiro, que enfrenta o Corinthians nesta quarta-feira

Se espero que o Valério escreva uma bela história na tarde desta quarta-feira, fico confiante de à noite o Cruzeiro possa fazer a festa e levantar pela sexta vez a Taça da Copa do Brasil.

O time mineiro leva a vantagem do empate. E esse é um super-benefício, independentemente de jogar na casa do adversário. O time é cascudo, experiente. E não serão 40 mil vozes contrárias que deixarão o Cruzeiro em maus lençóis.

Aplicação tática, um bom estudo do jogo em seu andamento, situações que Mano Menezes sabe muito bem interpretar – e em quem o torcedor cruzeirense e eu estamos apostando.

Fácil pode ser algo teórico, estatístico por análise individual de valores que o time mineiro irá se apresentar para a disputa. No coletivo é também pegada forte, receita ideal para vencer. Com certeza, será um bom jogo, disputado por dois gigantes do futebol brasileiro.

Torcedor começa a perder paciência com treinador do Atlético após empate com o América

Confesso que eu me preocupei com o que vi domingo no clássico entre Atlético e América, que duelaram no Independência. Ambos mostraram muita fragilidade no quesito imposição, no sentido de se impor, de dominar, de fazer acontecer.

Atlético joga mal mais uma vez e América melhora com novo treinador, mas não sai do empate

O que vi foram dois goleiros, Victor e João Ricardo se esforçarem por demais na garantia de suas metas. O goleiro do Atlético em maior escala, salvando o time mais uma vez de uma derrota impensável pela posição que ainda ocupa no Brasileiro.

Não gostei do que vi em campo. No campeonato, vejo equipes se aproximando do Atlético que hoje ocupa a ultima colocação no grupo que esboça participação na pré-Libertadores do próximo ano.

Se perder a sexta posição já neste momento de definição, faltando oito rodadas, pode jogar todo o esforço deste ano e a projeção para o próximo para o vinagre, ficando fora da mais importante competição sul-americana de clubes.

O time alvinegro tem tido queda de rendimento. Não consegue se impor, o torcedor se enerva com seu atual treinador. Na última partida, foi chamado de burro. E isso, definitivamente, não é bom.

Sem vitórias, América corre risco de deixar, mais uma vez, a elite do futebol brasileiro

Já o América teve nessa partida contra o Atlético uma de suas boas atuações no campeonato Brasileiro. Pecou na definição das jogadas, fazendo do goleiro adversário o melhor jogador em campo. Pena que só jogar bem não adianta. Ficar só no empate não é bom negócio. Os pontos vão ficando escassos, as piores posições vão se aproximando – e o eminente risco do pior já passa a fazer parte da conversa diária.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

Sobre o Autor

Deixe um comentário