Pitacos da rodada esportiva

0
Compartilhe.

Luiz Linhares*

Belos espetáculos estão de volta aos gramados brasileiros

Passamos pelo período da Copa do Mundo e conseguimos acompanhar grandes espetáculos de futebol, num desfile do que de melhor o mundo apresenta. Jogos bem jogados, lances bem-criados e gols, muitos gols, cada um mais bonito que o outro.

Mesmo com domínio vascaíno, São Paulo vence e assume a liderança do Brasileirão (Foto: Paulo Whitaker/Reutesrs). Na foto em destaque, João Ricardo, goleiro do América, pega penalti (Foto: Divulgação/Palmeiras)

Mas a copa já é passado e quem gosta de futebol teve nesta semana que passou um baita espetáculo, com os melhores jogos do ano, esse desfile de boas partidas com tempero totalmente nacional com a Copa do Brasil, quartas de final, jogo de ida, Arena do Grêmio em Porto Alegre e o encontro inicial entre Grêmio e Flamengo valendo vaga para a fase semifinal.

Um jogão daqueles que te prende no sofá em frente à televisão, aquela partida em que o piscar de olhos atrapalha. Foi um duelo de titãs, duas equipes bem montadas, estrategicamente armadas e um mínimo descuido seria fatal. Eram os noventa primeiros minutos de cento e oitenta, estrategicamente jogado e pensado, alto nível com toda certeza.

Afinal, são equipes que brilham no futebol nacional e que proporcionaram ótimos momentos. Tudo ficou para ser decidido daqui a uma semana, no palco mágico do futebol brasileiro que é o Maracanã. Espero que o belo espetáculo repita e que nessa nova história o encanto do bem feito prevaleça.

Cruzeiro preserva atletas de olho na Copa Brasil e Libertadores

Nesta semana começa também o embate decisivo pela Libertadores. E o Maracanã vai ver Flamengo e Cruzeiro duelando nos noventa primeiros minutos. Pelo desenho do que foi pela copa do Brasil receio que não acompanhar essa disputa será uma perda irreparável. Estou convicto de que teremos jogos memoráveis ao longo deste agosto, para nosso prazer.

Mano Menezes preserva atletas e reclama da arbitragem no empate contra o Vitória, na Bahia (Foto: Oto Vinicius Silva/Divulgação/Cruzeiro)

Estas boas disputas vão ocorrendo nas quartas e quintas deste mês. E o Brasileirão vai se arrastando nos finais de semana. O time celeste continua com seus altos e baixos, com algumas alterações jogo a jogo, tendo como planejamento aguentar a barra pesada do mês e jogando na fisiologia e nas análises de desempenho a situação individual de cada atleta.

Nesse desenho, derrotas ocorreram contra Corinthians e São Paulo. Verdade que o time de Mano Menezes até que jogou bem nessas partidas, mas sofreu com falhas e falta de pontaria e definição quando assim se fez necessário. Jogando em Salvador, a falta de VAR foi sentida, com um gol baiano de pênalti, quando as imagens registram toque fora da área e gol anulado no fim do jogo, quando o juiz assinalou falta de ataque bem contestável. Esse processo de preservação de atletas é super-válido. Afinal, nenhum atleta é de ferro. Ao torcedor, mais uma vez, resta pedir calma e paciência. O futuro ditará o realmente certo.

Para Atlético, é vencer e vencer no Brasileirão                  

Torcida atleticana ainda nutre grande esperança no Brasileirão deste ano (Foto: Globo Esporte)

O time alvinegro tem hoje compromisso importante – e difícil – contra o Internacional dentro de casa. Partida que pode ser como um divisor de águas, entre aquilo que o time foi e o que hoje representa.

Vencer é se posicionar entre os três primeiros, perder é ver a pressão novamente bater às portas, com cobranças e prejuízo ao trabalho lento e competente que Tiago Larghi vem fazendo para remontar, adaptar e ganhar corpo.

O objetivo é ser realmente postulante ao título brasileiro. Tudo que o torcedor espera é vencer e convencer. Estou com muita fé e esperança que a cada jogo o crescente se faz presente. Vencer, vencer e vencer, este é o ideal atleticano.

América ganha confiança no campeonato              

Lucas Lima, do Palmeiras, com Ruy, do América, em seu encalço (Foto: Cesar Greco/agPalmeiras/Divulgação)

O Coelho do técnico Adilson Batista encarou o Palmeiras dentro de casa e não se acovardou.

Levou pressão em boa parte do jogo, é verdade. Cedeu uma penalidade máxima em que João Ricardo defendeu.

A partida como quer o treinador, mostrando a cara. O empate foi um resultado justo.

Com o América conquistando sete pontos em nove disputados, dá para sonhar com algo maior e inédito.

Persistem as dificuldades no Valério, com estreia domingo, em Governador Valadares

Só a torcida salva o Valério, que estreia domingo, em Governador Valadares (Foto: Divulgação)

Semana da verdade para o Valério no domingo (12), com a estreia em Governador Valadares contra o Ponte Nova, time que é na verdade o Valadares Futebol Clube recém-criado no Leste-Mineiro. O jogo vai ser às 10h no Mamudão.

E, como sempre a rádio Itabira-AM como um bom filho que não foge da luta, fará a cobertura.

O time itabirano continua enfrentando dificuldades imensas, nenhuma notícia animadora. E assim segue o Valério correndo no escuro, em busca de um reencontro com as tradições de glória do passado. Que Deus nos ajude e inspire os seus atletas. E que a torcida compareça nas partidas no estádio Israel Pinheiro.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

 

 

Sobre o Autor

Deixe um comentário