Pitacos da rodada esportiva

0
Compartilhe.

Luiz Linhares*

A falta que fez um centro avante na seleção brasileira

Foi em 2002 a nossa ultima conquista, em Yokohama, no Japão. Vencemos a Alemanha por dois a zero e conquistamos o nosso Penta Campeonato. Éramos dirigidos pelo Felipão e com certeza tivemos a nosso favor a individualidade, o talento de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo, esses fizeram a diferença e garantiram o nosso sucesso.

Na Copa na Rússia, caímos nas quartas de final. E, como já vem acontecendo nas últimas quatro edições, iniciamos a “caça às bruxas”, ódio e paixão se misturam e cada um a seu modo interpreta e opina com as suas análises e definições.

No chão: Fernandinho desaba após seleção ser eliminada pela Bélgica (Foto: Gleb Garanich/Reuters)

Erros e acertos se fizeram acontecer, mas sou daqueles que consideram que uma renovação de contrato do Tite e sua equipe seria oportuna, não esquecendo que o seu trabalho foi a sequencia do que foi iniciado por Dunga, após o fracasso em 2014. E, assim sendo, é preciso considerar que foram praticados erros e uma nova ideia de trabalho deve-lhe ser concedida.

Quando se perde, tem sempre a busca dos reais motivos do fracasso. Pela minha simples maneira de ver, observo que aplaudimos, quase na totalidade, a convocação feita pelo treinador. Acontece que, com o andar dos fatos e dos acontecimentos, ficou faltando alguém mais para dividir o peso de maestro que coube ao Neymar. E acho que ele enfrentou uma luta pesada para estar na Copa e, acho, não no melhor de suas condições física e esportiva. Por isso, creio, ele não rendeu a qualidade individual que tem.

Acho também que faltou ousadia ao treinador em barrar talentos que não produziam. Refiro-me, principalmente, a Gabriel Jesus, e às apostas em Cassemiro. Como disse acima, é fato típico da “caça às bruxas”, o que se torna mais fácil após o leite ser derramado fica bem mais fácil, como seria também se tivéssemos um homem de área, nem que fosse um Ricardo Oliveira. O certo é que fez falta um centro avante.

Tite tem seus méritos. Torço que para ele seja dada nova chance. Além do mais, não encontro outro que possa-lhe substituir com ganhos para a nossa seleção.

Vida que segue no mundo da bola

Kylian Mbappé Lotin, astro do Paris Saint-Germain, jovem esperança francesa (Zero Hora)

Vida que segue. Dos sempre favoritos, seguem França e Bélgica, que se enfrentam em uma das semifinais.

São duas seleções com boa qualidade técnica, atletas individualmente se valendo. Acredito que deste confronto sairá o título mundial.

Na outra semifinal, Croácia e Inglaterra também devem duelar com paridade. São equipes em crescente ascensão, os croatas com mais experiência e os ingleses aliando juventude e muita aplicação. Pelo que acompanhei, vou torcer pelo artilheiro Harry Kane.

Cruzeiro se prepara para grandes disputas

Com atacantes no estaleiro, Mano Menezes tem opção de Rangel no ataque (SuperEsportes)

Já sem a bandeira nacional, entramos na ultima semana de preparação dos times para a sequencia dos campeonatos que seguem adiante. Para o Cruzeiro, a próxima segunda-feira já é decisiva na disputa pela Copa do Brasil, contra o Atlético Paranaense, no Mineirão. No jogo de ida, o time celeste já venceu em Curitiba e pode até empatar em Belo Horizonte. Faz contra o Corinthians o segundo amistoso neste meio de semana em São Paulo. Em BH perdeu o amistoso, mas achou positivo o que o time rendeu. A preocupação maior é com os homens de área, todos entregues ao departamento médico. Fred, Sassá e Raniel trabalham duro pela recuperação.

Reforços mudam a cara do Galo e renovam as esperanças

Ricardo Oliveira é esperança de gols pelo Atlético (Bruno Cantini/Divulgação)

Torcedor atleticano ansioso para ver a nova cara do time, com os reforços que certamente vão mudar o padrão e a confiança. Em recente entrevista, Ricardo Oliveira confiante disse que o time briga pelo título, o que encheu de esperança o seu torcedor. Será que agora vai? Essa confiança passa pelo meia colombiano Xará, pelo atacante Denílson, pelo volante Zé Welison. Com esses reforços, Tiago Larghi passa a ter peças à altura de reposição na equipe e menos sofrimento do torcedor. Dia 18, o Grêmio vai ser a primeira prova, o primeiro teste para o novo Galo.

Vamos Valério

Bons tempos de estádio cheio: renovam as esperanças no Valério (Foto: Hoje em Dia)

Enfim, o Valério começou a se arrumar para a Terceirona Mineira. A estreia vai ser dia 12 de agosto fora de casa, contra o Ponte Nova. São doze equipes jogando entre si em turno único. Classificam os quatro melhores que se cruzarão em mata-mata, com os vencedores subindo.

Ao que parece as dificuldades são as mesmas. O Valério tem Roberto Gaúcho e Marcelo Ramos na parte técnica e um monte de problemas, como a persistente falta de apoio, dinheiro e tudo mais. Tomara Deus que um bom samaritano possa abraçar essa boa causa do Valério para que possa subir um degrauzinho este ano e que em breve estaremos de novo na briga pelo melhor. Os itabiranos merecem.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

 

Sobre o Autor

Deixe um comentário