Pitacos da rodada esportiva

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Pedro Abílio*

Não tivemos muito o que comemorar no fim de semana. Calma, ainda não estou falando de esporte. Os últimos dias registraram violência em nossa cidade, desastres ambientais nos continentes vizinhos, prisão de mais um grande empresário envolvido em esquema de corrupção no país e por aí vai. O que tem a ver com o esporte?

Com dois jogadores a mais, o Atlético frustra torcida em casa com empate com o Palmeiras (O Globo)

Bom, o Brasileirão voltou. O Atlético jogou no Independência no sábado e não conseguiu vencer o Palmeiras com dois a mais. No meio de toda a discussão sobre a construção de um estádio próprio, impressiona como o desempenho caseiro do Galo caiu. E olha que a torcida tem feito sua parte. Fred perdeu mais um pênalti e aumentou o jejum de gols. Fábio Santos foi o autor, também de pênalti, do tento que evitou o pior. Isto porque Deyverson – que mais tarde também erraria um penal – já havia aberto o placar. 1 a 1 e a distância para a zona de classificação à próxima Libertadores segue grande.

Cruzeiro vence em Chapecó (SC) e se firma no G-6 (Foto: Renato Padilha/Light Press)

Por sua vez o Cruzeiro se fechou para vencer a Chapecoense, em Santa Catarina. A bola aérea defensiva mais uma vez foi um pesadelo, mas Fábio estava em mais uma noite inspirada. Em contra-ataque Rafinha abriu o placar no primeiro tempo. Logo no início da etapa final o garoto Raniel aproveitou rebote para marcar mais um gol e colocar ainda mais esperanças no torcedor da raposa, que aguarda ansioso pelo próximo dia 27 e sabe que o garoto tem real chance de ser titular no jogo do ano. A Chape, que mostra como sua reestruturação vai de mal a pior com uma diretoria preocupada aos montes com o marketing e a imagem do time, corre sérios riscos de voltar para a série B. Seu gol de honra foi com Túlio de Melo: 2 a 1.

O Corinthians perdeu… O Grêmio também. O São Paulo não venceu. Mais ou menos quinze dias de pausa e o Brasileirão voltou do jeitinho que parou antes da data FIFA.

No América é só alegria com mais uma vitória e liderança (Foto? Mourão Panda

Na série B, o América triunfou contra o Paysandu fora de casa e secou o Inter, que perdeu para o Juventude. O Coelhão voltou a ser líder e já pode começar a se planejar melhor para voltar à elite. Ah, na série C os mineiros Tupi (Juiz de Fora) e Tombense (Tombos) se classificaram para a próxima fase. E o primeiro campeão nacional do ano foi o Operário, do Paraná, que venceu o Globo-RN na final da série D do Brasileirão.

Interior

Nos Jogos do Interior de Minas, Itabira sediou mais uma etapa e não teve vida fácil nos esportes coletivos. Mas com boa estrutura recebeu bons eventos e de quebra fechou a classificação geral na segunda posição, atrás apenas de Governador Valadares.

A cidade ainda teve categorias de base do Valério no campeonato em que disputa, Copa Obama, Real Champions… Estou quase lá. Só faltava dizer que o espanhol Rafael Nadal ganhou mais um aberto de Tênis e que o PSG de Neymar deitou e rolou de novo no Francês.

O que o fim de semana de notícias alarmantes tem a ver com isso tudo, né? Essa era a pergunta. A minha resposta, se você chegou até aqui, é que para cada vez em que não tivermos mais motivos para acreditar em coisas boas, o esporte vai nos mostrar uma situação de superação motivadora. Tanta história legal ao mesmo tempo… E claro, vai nos ensinar algo sobre sermos mais unidos e superar a corrupção, os desastres e a violência como seres humanos, em comunidade. Que siga o jogo! Que se siga o exemplo.

*Pedro Abílio é graduando em jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais e narrador de futebol pela Rádio Itabira há cinco anos.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário