Pitacos da rodada esportiva

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Luiz Linhares*

Perdas e ganhos no Campeonato Mineiro, sem grandes novidades

Definidos estão os oito clubes que seguem na disputa do Campeonato Estadual passadas onze rodadas. Nada muito diferente do que já acompanhamos ao longo das últimas décadas, novidade mesmo se faz naquela definição do melhor time do interior mineiro. Nos últimos anos vinha sendo a URT, de Patos de Minas, batida nesta temporada pelo Tupi de Juiz de Fora. Começou mal a disputa, perdendo quatro dos cinco primeiros jogos e na sequencia venceu quatro dos seis últimos restantes com apenas mais uma derrota.

Com muita dificuldade, Atlético se classificou em terceira colocação (Fotos: Gazeta Esportiva)

No mais, Cruzeiro o melhor, América o segundo e o Atlético a terceira melhor campanha. Nossa região perde novamente um representante na elite do futebol mineiro. O Democrata, de Governador Valadares, volta ao modulo II com uma campanha muito ruim, apenas três vitorias em onze jogos disputados.

O que não dizer do Uberlândia, o “lanterna” da disputa, não tem meio-termo, oito derrotas e três vitórias. Uma pena. Quem conhece a região do Triângulo Mineiro se encanta, quem conhece Uberlândia sabe, se não é a melhor, é uma das melhores cidades de Minas e do Brasi. Tem progresso, tem um dos melhores estádios, tem tudo que um grande centro sonha em ter. Só não consegue montar e formar um grande clube de futebol, não se esquecendo que em 1984 foi campeão brasileiro da série B.

As quartas de final irão se iniciar no fim de semana, jogo único com vantagem para os quatro primeiros nessa fase que se encerrou. Vantagem para jogar com o mando de jogo, Cruzeiro em BH contra o Patrocinense, América contra o Boa Esporte também em BH e o mesmo para o Atlético frente a URT. Fora de BH teremos o Tupi em Juiz de Fora enfrentando a Tombense.

Se nada fugir ao tradicional, o desenho que se faz é a supremacia dos gigantes, E, provavelmente, com mais um confronto entre Cruzeiro e Atlético para decidir o campeão deste estadual, para não fugir aos padrões de nosso futebol.

Não se pode esquecer que entre uma disputa e outra, competições alternativas vão acontecendo. No caso atleticano já neste meio de semana tem o Figueirense pela Copa do Brasil no Independência, carregando vantagem de vitória em solo catarinense no jogo de ida. Também teoricamente o Galo carrega vantagem e favoritismo, não se esquecendo que competição é de mata-mata e altamente rentável, não dá para se correr riscos desnecessários.

O Cruzeiro, de Dedé, ficou em primeiro lugar invicto

É o momento em que se faz uso de plantel, grupo forte e não apenas onze titulares, Neste item existe uma preocupação por parte do torcedor mais exigente, tem conhecimento que as coisas não tem ido bem, o conjunto não foi encontrado e na verdade nem um treinador definido tem. Do time alternativo poucos têm se destacado, algo paira no ar, e como o momento é praticamente imediato, superação tem como definição quanto as necessidades de agora.

Em competição mata- mata, a história tem mostrado que nem sempre o melhor vence. Vale o que é apresentado na hora, o que é válido para o Cruzeiro que sobrou na fase inicial e tem o refresco de não ter jogos da Libertadores no imediato. São pontos bem favoráveis aos comandados do Mano Menezes, que devem, sim, preocupar com os deuses do improvável, evitando assim surpresas.

De forma geral. os torcedores e apaixonados por futebol, de preferência pelo bom futebol, aguardam bons espetáculos, melhora na qualidade do time e do jogo é a esperança. Em campo os atletas podem sim fazer do nosso Estadual um espetáculo à parte.

Seleção

Em tempo, o treinador brasileiro Tite convoca jogadores para amistosos contra Rússia e Alemanha, últimos antes da Copa do Mundo que se inicia em junho. Acho que nunca o nosso futebol mineiro esteve tanto em baixa.

Não há jogadores mineiros presentes nas listas. Ao que parece vamos ficar sem representação nesta copa. Para estes amistosos existe um zum zum zum quanto a lembrança do lateral Edilson, que hoje está no Cruzeiro. Mas isso muito mais pelo que fez no Grêmio até o ano passado, outros que se destacam por aqui são gringos.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da Rádio Itabira-AM

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário