Pitacos da rodada esportiva

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Luiz Linhares*

Brasileirão na reta final é uma loucura

Reta final de temporada sempre foi e sempre será da forma que estamos acompanhando. A partir das cinco últimas rodadas de disputa as coisas vão se definindo aos poucos, um relaxamento passa a ser natural para alguns e o desespero vai tomando conta de outros, tentando sempre um objetivo que foi proposto ao longo de toda a disputa e por inúmeras situações não concretizado. Situação deste ano no Campeonato Brasileiro eu entendo que vai a calhar com o momento geral de nossas vidas – convivemos hoje com mudanças climáticas, aqui em nossa cidade com uma crise sem precedentes, digo até, inédita para nós itabiranos. E no futebol, uma loucura só, é um entregando de bandeja algo ao outro, ninguém assumindo diretamente as rédeas de uma situação, sempre algo de novo, ou uma nova motivação vai ressuscitando esperanças futuras.

Cruzeiro já está na Libertadores e Atlético ainda briga por vaga (Foto: UOL). No destaque de capa, Rómulo Otero, que fez golaço contra o Coritiba (Foto: Superesportes)

Cruzeiro em marcha lenta passa por transição

Neste pensamento, o Cruzeiro pela conquista da Copa do Brasil, praticamente decretou o fim de uma busca. E tem feito dessas rodadas finais o vestibular da continuidade, testes e mais testes em um elenco que muitos foram poucos utilizados por vários fatores e sua permanência vem em função deste rendimento final. Claro que vem se mantendo na posição de quinto colocado, mas com um pouco mais de competição, ou o espírito dela, teria condições de chegar entre os três melhores, melhorando claro o status financeiro do clube, este por sinal manchado neste último mês pelas divulgações e ações de cobrança em todos os graus imputados ao momento atual do clube. Sabemos que politicamente toda mudança vem de encontro ao bem e ao mal. O time estrelado, passa por essa situação de transição em mandatários. O que vai sair quer deixar a imagem de correto, conquistador de títulos, de alguém que fez mudanças bem radicais no modo de direção. Já para aqueles que vão chegar, tudo o que é negativo tem que ficar bem a mostra, tipo “recebemos assim, não é nossa ação, recebemos algo inusitado, fora do esperado. E, assim, não querem que a opinião pública possa mais adiante os imputar por prováveis situações negativas.

Atlético ainda nutre esperança de Libertadores

Do outro lado, como já falei no início, é maluco este campeonato. Aqui mesmo já escrevi que achava muito, mas muito complicado o Atlético conseguir pensar em Libertadores no próximo ano, campanha abaixo do esperado, rendimento negativo em casa e uma falta de padrão e qualidade tática e técnica apresentada na temporada. Mas, o maluco de tudo isso é que chegando nessas últimas rodadas, aumentam as chances para o time alvinegro. Uma vitória aqui, um tropeço do adversário ali, ninguém consegue estabelecer uma sequência de acertos. Não tem um time sequer que vai se impondo. E já vejo algo no ar, precisa de um esforço a mais, são seis pontos a disputar, um contra o campeão e outro contra um provável campeão sul americano, ou na pior das hipóteses contra um decepcionado clube brasileiro. Não consigo mais duvidar de nada.

Reta final da Libertadores das Américas                             

Nesta semana a grande pedida no futebol é com certeza o início da decisão da Libertadores das Américas entre o Grêmio de Porto Alegre e o Lanus da Argentina. Com o primeiro duelo no sul do Brasil, vou torcer para o tricolor Gaúcho, que precisa fazer um bom resultado, abrir se possível uma boa vantagem de gols para ter uma vida melhor no segundo jogo lá na Argentina. Previsão difícil sem dúvida, nada fácil a missão tricolor gaúcha.

Os novos integrantes da série A do Brasileirão

América pode ser bicampeão da série B (Foto: Divulgação)

América, Internacional, Ceará e Paraná Club são os novos integrantes da série A do Brasileirão 2018, ano por sinal de Copa do Mundo. Final de semana se define o título. O América, em casa, precisa simplesmente de vencer o CRB das Alagoas. E com o Independência lotado, acredito que será uma grande festa. Já o Inter, jogando em Porto Alegre, recebe o Guarani de Campinas (SP), mas precisa ficar de olho em BH. Isso porque não depende só dele para ser campeão – tem que ganhar e o América perder. O Coelhão tem tudo para ser Bicampeão da Série B, embora o melhor já aconteceu, que é o retorno à série A. Por fim que fase do futebol nordestino: os quatro que caíram Luverdense do Mato Grosso, ABC de Natal e a dupla Santa Cruz e Náutico, agora na terceira divisão, a coisa está feia por lá, ainda mais com o Sport que pode ser rebaixado para a B.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe um comentário