Médicos itabiranos vindos da Europa ficam em quarentena domiciliar, informa o Hospital Nossa Senhora das Dores

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD), os médicos Antônio Camilo, Demerval Camilo, Duval Camilo e Marcos Aurélio de Oliveira, que integram o seu corpo clínico, passam por período de quarentena após retornarem de viagem à Europa. Com isso, eles seguem o protocolo de segurança do Ministério da Saúde.

Com um grupo de itabirano, eles viajaram para a Europa quando a pandemia já se alastrava pelo continente europeu. Ficaram durante todo o período que lá permaneceram em isolamento social, no Sul da França. Ao retornar a Itabira, neste sábado, imediatamente retornaram ao isolamento domiciliar. Só após esse período de quarentena é que irão retornar às suas atividades médicas no hospital.

Ainda segundo a nota encaminhada à imprensa, diferentemente dos “boatos” que circulam pelas redes sociais, esses quatro médicos não estiveram no hospital após retornarem da viagem. “São profissionais com relevantes serviços prestados à saúde de Itabira e região, sempre respeitando os princípios éticos que regem a medicina”, enfatiza a assessoria de imprensa do HNSD.

.

Compartilhe.

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. Não entendo, como médicos podem viajar num momento onde a pandemia esta se alastrando na Europa e na América.
    Qual o nome dar a esta atitude ? Irresponsabilidade, ignorância, idiotice completa…. ou se acha tão superior que é imune a qualquer vírus?
    Cada dia que passa acredito que o ser humano tem a natureza do mal.
    Que nojo!!!

  2. Não importa quem e nem para onde vão, sejam médicos, empresários ou desempregados, seja para a China, Europa ou ali na esquina.
    Todos possuem famílias, filhos, netos e amigos.
    Não creio que essa família tradicional de profissionais sejam estúpidos tal qual são seus críticos.
    O que importa é o protocolo de cuidados pessoais e sociais, tanto no cotidiano quanto num momento de exceção como agora.

Deixe um comentário