Manoel Torres Bersan, artista itabirano

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Por Cristina Silveira

Decomposição do tempo: exposição virtual de fotos de obras de arte criadas pelo artista Manoel Torres Bersan

Decomposição do tempo – Não tenho arte para vender… é o meu espirito, é o meu corpo. Não pinto quadros para enfeitar paredes. Manoel Bersan & Mariano

As obras expostas aqui neste site Vila de Utopia pertencem a uma série inacabada e diariamente acrescida de sentidos de abandono, de putrefações, de auto dilacerações.

Uma loucura, mas com método, com unidade e unicidade.

Decomposição do tempo – A Alemanha vence o Brasil, eu, continuo isolado do mundo. Escondido em meu apartamento, me sinto um animal doméstico. Manoel Bersan & Mariano

Foi pensada e está sendo realizada com lucidez abstrata – e é um testamento da angústia permanente, as impossibilidades sucessivas, da rejeição, da solidão.

É do diário do Mariano, um alter ego, as frases da Decomposição do Tempo. As instalações, representam a resistência do artista sem tela e tinta, sem o branco.

Decomposição do tempo – Preciso ser mais independente, nu com a mão no bolso… Manoel Bersan & Mariano

Na inquietante angústia encontra pedaços, sobras, fragmentos, o que não serve mais para o outro, o descartado.

Decomposição do tempo – Não me conformo, ainda sou um menino e, tenho 51 anos de idade. Tenho muitas saudades largadas no mundo. Manoel Bersan & Mariano

Às sobras, todas elas avistadas nas ruas. O artista expressa a descoberta do rompimento com a arte em tela e com uma realidade golpista.

Que horas são?

Um pouco mais sobre o artista

Manoel Bersan tem vários alter egos. O Mariano é o seu absoluto. Os outros, são outros possuídos de partes do ego de Mariano com outros nomes, femininos e masculinos.

Decomposição do tempo – Minha menteMentedirepentemente. Manoel Bersan & Mariano

Mariano é o autor das frases da Decomposição do Tempo. E é o resultado de processos criativos do Manoel. Parte desses processos de criação ele registrou por escrito em cadernos.

Decomposição do tempo – Valentina já havia mudado comigo a mais tempo…sempre mal-humorada…. nossa convivência está insuportável… Manoel Bersan & Mariano

As instalações representam a resistência do artista sem tela e tinta, sem o branco puro.

A angústia permanente, a impossibilidades de afeto, a solidão imposta pela rejeição, e, o encontro de uma possibilidade: quem tem cão, caça com o gato.

Ou com madeira, cola e betume – uma explosão de escuros e muitos escuros, sem o preto, constantes em suas tintas sobre tela.

Decomposição do tempo – Ele prometeu voltar e nunca mais voltou. Na realidade ninguém nunca mais voltou em minha vida. Me sinto solúvel, em água e tinta. Manoel Bersan & Mariano

Sem cola e betume, a inquietante angústia encontra a ideia de unir pedaços, sobras, fragmentos, o que não serve mais para os outros, o descartado.

Decomposição do tempo – Dormi o dia inteiro, parecia que queria morrer, não queria o mundo lá fora. Manoel Bersan & Mariano

O banner, a lona de capotaria, a jaqueta de couro, perfurados com cabo elétrico, vermelho inerte; a renda do vestido rosa perdido no carnaval; a privada abandonada no prédio envidraçado do respeitável Senhor X E. Batista.

Às sobras, todas elas avistadas nas ruas. Ele pintou o rompimento, o auto dilaceramento. E também a aceitação de uma realidade.

A Porta da Revolução é de fato uma porta de casa colonial, está em processo criativo há quatro anos. E só agora ganhou uma discreta faixa vermelha, eu gosto muito desta porta…

Compartilhe.

Sobre o Autor

12 Comentários

  1. Parabéns Cristina Silveira, mais uma manifestação carinhosa e de verdadeira amizade pelo meu amado irmão Manoel Bersan. Hoje com 54 anos, fez essa triste escolha para sua vida, há mais de 10 anos. Nunca o abandonaram, ele abandonou seus amigos e sua família, após todas as tentativas de tratamento no qual ele nunca aceitou, fugindo das respectivas clinicas. Tentamos traze-lo de volta ao seio da família, com amor, carinho, mas ele também não quis. Ele tem livre arbítrio e as portas estão abertas por todos para novos tratamentos se assim desejar. Vou aproveitar e postar varias telas dele em Vila da Utopia. Obrigada, que Deus a abençoe sempre e abençoe a ele também. Nunca é tarde para mudar e a voltar a se amar.

    • cristinica de cervantes on

      A exposição fotográfica da obra do Bersan Manoel não tem o objetivo de tratar de doença, mas sim e absolutamente sim, de Arte. Foi organizada pra atender a necessidade de expor sua expressão artística. Não é sobre nada além da arte, É o Essencial. Afinal…

  2. Rita, acho que entendo um pouco o Manoel…
    Alma tão sensível, tão diferente da sociedade que vivemos… acho que a opção dele foi fuga… um artista nato. Que Deus abençoe a todos vcs. Beijo enorme.

  3. Todo artista tem seu próprio modo de se expressar!Fico feliz em ver que meu irmao,continua com sua essencia de verdadeiro artista dentro dele,se é por melancólia,utopia,solidao,abandono,desapego,sem lá,mas continua um artista dentro das opçoes que como homem resolveu a viver nessa existencia tao passageira!Tudo muito lindo que cabe muito bem a alma de um artista que se expressa na vida de acordo com suas verdadeira emoçoes!A vida nada é mais do que queremos com o que podemos e temos,sao simplesmente nossas escolhas,nao há culpados,omissos!Somos o que queremos ser…somos o que podemos ser,sonhos que podemos ter,independente de outros!Tá tudo lindo irmao!Que DEus continue te abençoando com seus talentos,quem me dera poder com tanta categoria bordar o vestido da Carol!Bjs!Te amo!Obrigada Cristina por expor os sentimentos de um artista que nao tem dimençoes!

      • Andréa Monteiro on

        Oi Manoel (Abóbora kkkkk) você é inesquecível amigo! Guardo na memória e no coração todas as paredes que vi você pintar com tanto sentimento e expressão de vida! Andréa (PV kkkkkk) Grande abraço!

  4. Cristina Silveira on

    Deus é um sujeito muito lembrado, à ele pedem muito e Ele pouco faz aos pedintes. Para o professor S. Freud a parada é a seguinte: “Para os caminhos obscuros de Deus, ninguém ainda inventou uma lanterna.”

    Esta simples exposição virtual virou chororô… Nós do Coletivo do Ateliê na Laura estamos decepcionados com os comentários, com a exposição desnecessária da doença do artista, pois ele não deixa de ser artista por causa da cardiopatia, por exemplo.

    O Maneuzin da Laura está incomodo com a exposição da doença dele, que é assunto íntimo, afetou profundamente o seu estado de espírito, não houve uma única manifestação (era o que esperávamos) sobre as obras.

    Esclareço que Bersan Manoel não é fugitivo da família (eles sabem o endereço dele), não é fugitivo da polícia, e, ele como todos nós do Ateliê na Laura somos apenas Esquisitos-Marginais.

    O que era pra ser alegria, prazer virou dor, depressão…

    Pardon Carlos, por tudo isso e ele tinha ficado feliz quando você aceitou publicar a exposição, que está aberta na Laura para o Des-Respeitável público, e, tá bombando… E se você puder tirar do seu site a exposição, achamos que vai ser melhor pra você que foi muito gentil e lhe agradecemos.

  5. Parabens Bersan! Seu trabalho esta, como sempre, de tirar o folego! Sou sua fa incondicional, voce sabe! E sortuda em te-lo como amigo! Beijos

  6. Oi, vocês estão falando de Manoel, irmão de Ítalo que morou na rua martita no campestre? se for ele eu gostaria de saber notícias nós eramos muito amigos… morei na mesma rua estudamos no primeiro de junho, e depois no CCI, depois nunca mais tive notícias dele, sempre alegre e brincalhão!!!

  7. Ontem tive o prazer de conhecer ou ouvir o Manoel, fiquei um tanto espantada com a sensibilidade deste homem, artista, conterrâneo. Fiquei ouvindo-o meia maravilhosa com sua fala, seus gestos e sua mente. Achei-o um homem diferente, inteligente, esclarecido, audacioso, corajoso ao expôr suas idéias e sentimentos. Ser humano bondoso e evoluído e talvez por ser diferente mal-compreendido. Colocou sua carência na má compreensão dos seus ideais. Quero deixar um abraço ao mesmo e dizê lo q tornei sua fã por tudo q demonstrou ser. Abraços a ele e desejo de sucesso sempre para esta alma linda.

Deixe um comentário