Madalena chega a Itabira e desfila neste sábado em cortejo até o bairro Pará

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

A expectativa é grande em Itabira com a chegada neste sábado (27/01) do boneco gigante da Madalena, que desfila com o bloco pré-carnavalesco Madalena não Gosta de Poema, concentração às 13 horas na praça do Centenário (próximo da Catedral), com esquenta marchinha e frevo. Segue com os foliões, a partir de 16 horas, em cortejo animado pela orquestra Mistura e Manda, sob comando do maestro Nonoca, até o bar do Raimundinho, no bairro Pará, abrindo a festa momesca na cidade.

Pré-carnaval promovido pelo bloco Madalena não Gosta de Poema na véspera do Natal (Fotos: Carlos Cruz)

Madalena é aquela que dizem não gostar de poema, mas só no carnaval. Afinal, a festa é em homenagem a Momo, mas isso não impede que se cite Drummond, que escreveu sobre o quadro Gentil Homem Bêbado, de Carré: “De Baudelaire o conselho: É preciso estar sempre bêbado/Além do imaginário e do real/É preciso estar sempre sóbrio/para pintar a bebedeira”. Portanto, com ou sem moderação, beba e poetize, caso queira, livremente como é do feitio do bloco e de sua musa inspiradora.

Confeccionada em Olinda (PE) por Gustavo Alex, do coletivo Bonecos de Olinda, Madalena tem mais de 3 metros. “É uma linda boneca gigante a Madalena, a inigualável”, corteja Herbert Rosa, idealizador e principal mentor do bloco pré-carnavalesco. “Madá vai fixar residência em Itabira e quer ser de todos os itabiranos.”

Porém, no carnaval ela não deve ficar por aqui para desfilar nos três de folia nas pracinhas do Pará e do Campestre. E também não irá ao distrito de Ipoema, onde a festa momesca promete ser animada. Deve seguir para outros carnavais em outras praias, como faz boa parte dos itabiranos.

Homenagem

Nilo Almeida é o homenageado deste ano

Neste ano, o bloco pré-carnavalesco Madalena não Gosta de Poema homenageia Nilo Almeida, dono do histórico bar do Nilo, na pracinha do Pará, e que revelou muitos artistas itabiranos.

“O Nilo é uma pessoa alegre e divertida. O seu bar fez parte por muitos anos de nossa vida noturna, onde se propagava a cultura sem vírgulas e sem nichos, com as portas abertas ao novo e para o povo. Assim deve ser o carnaval que queremos para Itabira”, disse Herbert Rosa, no pré-carnaval organizado pelo bloco no ano passado, antes do Natal (leia aqui).

No carnaval de 2017, o homenageado foi o dentista Renato Sampaio, ex-vocalista da banda Sobrinhos do Padre.”Renatinho é um cara querido por todos nós.”

Bloco República do Zé Bandarra da Rua de Baixo sai no sábado seguinte pelo centro histórico

É justamente para reunir os itabiranos que fogem do calor para outras paragens onde tem água, e carnaval, que ressurgem os blocos pré-carnavalescos na cidade, como é o caso do mais célebre Madalena não Gosta de Poema.

Passista da Escola de Samba Nove de Outubro no carnaval de 1988 (Acervo de O Cometa)

No sábado seguinte (3/2) desfila pela primeira vez o recém-criado bloco República do Zé Bandarra da Rua de Baixo, que convida o folião itabirano de todos os bairros, e também o turista incidental, para um grande cortejo pré-carnavalesco pelo centro histórico.

O cortejo sairá a partir de 16 h do local que antigamente era conhecido como Águas Espraiadas (antigo Ponto de Briga, na rua dos Operários, próximo da praça Acrísio). E seguirá até o Largo do Batistinha.

Será acompanhado por dois bonecos gigantes que também farão a sua estreia pelas ruas de Itabira: um do próprio Zé Bandarra e o outro representando um carnavalesco da Escola Mocidade Independente da Belinha, que era formada por moradores do bairro Bela Vista.

Os bonecos foram confeccionados pelo artista itabirano Sérgio Dias, ex-Drummonzinho – hoje ele participa de um projeto de inclusão social na capital mineira, onde é instrutor. Os abadás (camisetas) da República de Zé Bandarra podem ser adquiridos por módicos R$ 30 com Marconi Ferreira, Terezinha Souza ou Margareth Duarte, A proposta é colorir com os abadás o centro histórico de Itabira com as cores dos antigos carnavais itabiranos (leia mais aqui).

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

3 Comentários

  1. Mauro Andrade Moura on

    Os organizadores e os demais participantes, podem e devem aceitar qualquer contribuição da prefeitura municipal de Itabira, mas desde que não venha junto as imposições, pois, acontecendo isto, esta bela festa não perdurará no cenário municipal.

  2. Pingback: Mestre Tobias é o homenageado, neste ano, pelo bloco Madalena não Gosta de Poema - Vila de Utopia

  3. Pingback: Madalena arrasta multidão na prévia carnavalesca que já é tradição em Itabira - Vila de Utopia

Deixe um comentário