João de Deus não é dono de garimpo em Capoeirana, assegura diretor de cooperativa. Mas ele já foi visto por lá

3
Compartilhe.

O médium curandeiro João Teixeira de Faria, vulgo João de Deus, acusado de abuso sexual contra mulheres que buscavam ajuda e cura espiritual em seu “templo” na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, Goiás, não é proprietário de lavra no garimpo de Capoeirana, assegura o diretor da Cooperativa Mista dos Garimpeiros do Centro Leste de Minas Gerais (Coogemig), Almir Lott Duarte. “Posso garantir que não há nada em seu nome no garimpo de Capoeirana.” (leia sobre a denúncia aqui).

João de Deus (o quarto da esquerda para a direita) em Nova Era, ao lado do vereador e garimpeiro Sinvaldo Pereira do Nascimento, o Bolinha, em recente visita à vizinha cidade (Fotos: Reprodução)

Almir Lott, entretanto, admite ter ouvido comentários sobre a presença de João de Deus no garimpo de Capoeirana, que fica no vizinho município de Nova Era, à margem da MGC-120. “Eu nunca estive com ele, mas já ouvi comentários e fotos que comprovam a sua presença no garimpo de Nova Era.”

Preso preventivamente pelo crime de abuso sexual, João de Deus está sendo acusado também de porte ilegal de armas – e responde a processos anteriores por contrabando de pedras preciosas. Em um de seus bunkers foi encontrado grande quantidade das verdes pedras.

Um outro garimpeiro ouvido pela reportagem disse que possivelmente essas pedras seriam originárias de Capoeirana. “Falam que ele é sócio capitalista do garimpeiro Geraldinho, que possui um garimpo lá. Mas o seu nome nunca vai aparecer.”

Esse mesmo garimpeiro admite, porém, que as esmeraldas encontradas em uma das propriedades de João de Deus podem ter saído também do garimpo de Santa Terezinha, em Goiás. “Ele (João de Deus) é fascinado por esmeraldas pelo alto valor de mercado, como também por ser de fácil transporte.”

Legalização

Esmeraldas não lapidadas

O garimpo de Capoeirana foi fechado no ano passado por estar ilegal – e também por não cumprir a legislação ambiental.

“Estamos tomando as providências necessárias para reabri-lo, após cumprir o que a legislação determina”, informa Almir Lott, que desconhece a existência de atividade clandestina de garimpagem no local.

“Todos os nossos associados foram oficialmente comunicados da determinação do DNPM de fechar o garimpo. Se alguém estiver garimpando, é por sua conta e risco”, considera. “Só iremos voltar com a atividade quando o garimpo for novamente liberado”, assegura.

Habeas corpus é concedido pela acusação de porte ilegal de armas, mas curandeiro deve permanecer preso

Por determinação do juiz substituto Wilson Safatle, do Tribunal de Justiça de Goiânia, foi suspensa a prisão preventiva de João de Deus no tocante ao inquérito que responde por porte ilegal de arma.

O habeas corpus foi concedido nessa quinta-feira (27), determinando que o acusado passe a cumprir prisão domiciliar. Na mesma sentença foi determinado o recolhimento de seu passaporte.

Pela decisão, João de Deus poderá cumprir pena em um de seus domicílios em Abadiânia ou em Anápolis, também em Goiás. Fica proibido de ausentar-se da comarca em que reside, a menos que o deslocamento seja necessário para a investigação criminal.

No entanto, ressalta o magistrado, o habeas corpus concedido só é válido pela acusação de porte ilegal de armas. Mantém-se assim a prisão preventiva decretada por outros indiciamentos, pelo crime de estupro e abuso sexual.

Bloqueio

No processo de abuso sexual, o Tribunal de Justiça de Goiás acatou pedido do Ministério Público determinando o bloqueio de R$ 50 milhões da conta bancária do médium João Teixeira de Faria. Isso para garantir uma eventual reparação financeira às suas vítimas que o acusam de abuso sexual.

A denúncia é por violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável. Em seu depoimento, em 26 de dezembro, João de Deus declarou não reconhecer mulheres que o acusam, depois de ter sido confrontado com três denunciantes, entre as centenas que o acusaram nas últimas semanas.

Sobre o Autor

3 Comentários

  1. Reinaldo Ribeiro Soares em

    Sobre joao de Deus ser dono de larva em capoerana ele não é no papel mas por baixo dos panos é sim e todo mundo lá sabe o problema é a lei do silêncio lá é um lugar onde tudo se resolve na bala e o pessoal tem muito medo

  2. A afirmação da cooperativa a favor de João de Deus é incoerente aos fatos; pois a realidade é que João de Deus não aparece como sócio de ninguém em cooperativas, mas isto não desqualifica que ele é de fato sócio de gaveta de alguém ligado as Cooperativas, neste caso a Cooperativa por algum suposto motivo exagerou e foi insensata na defesa, pois a sociedade de João de Deus com algumas pessoas é por contrato de gaveta. No Jornal o Popular de Goiás que pode ser visto ao clicar no primeiro link abaixo; se vê o João de Deus abraçado com um de seus sócios o Sivaldo Pereira do Nascimento “Bolinha”, que é patrocinado por João de Deus para tocar o garimpo de Capoeirana em Nova Era, Minas Gerais, João de Deus também é sócio de gaveta do Sivaldo “Bolinha” em Carnaíba, Pindobaçu na Bahia; e informações sérias na imprensa, relatam que João de Deus e seus associados no garimpo trocavam lotes de esmeraldas com diretores do Ex-DNPM por PLG, inclusive a mídia propaga invasão de PLG em Reservas garimpeiras como Carnaíba e tem grandes políticos na região na Bahia envolvidos ao caso. Veja a foto do “Bolinha” com João de Deus ao clicar no link abaixo; e no próximo link, veja que “Bolinha” que batia na ex-mulher é dono de garimpo em Capoeirana Nova era:

    https://www.opopular.com.br/editorias/cidades/neg%C3%B3cios-escusos-em-garimpos-chamam-aten%C3%A7%C3%A3o-no-caso-jo%C3%A3o-de-deus-1.1690815

    http://mulheres50mais.com.br/no-garimpo-historias-de-luta-e-superacao/

  3. Pingback: Justiça manda lacrar garimpo de esmeraldas em Nova Era   - Vila de Utopia

Deixe um comentário