Itabira não reabre escolas neste ano, mesmo com autorização do governo estadual, diz secretário de Educação

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Embora ainda esteja na onda verde do Minas Consciente, por decisão municipal, com base na autonomia assegurada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Itabira não está incluída entre as 218 cidades mineiras que devem retornar com as aulas presenciais a partir de 5 de outubro.

José Gonçalves disse que escolas não reabrem em Itabira neste ano (Foto: Rodrigo Ferreira)

Em entrevista por telefone, o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, conta que se reuniu, nesta  quinta-feira (24) pela manhã, com o prefeito Ronaldo Magalhães (PTB), com a secretária Rosana Linhares, da Saúde, e com o comitê de enfrentamento ao novo coronavírus.

“Ficou decidido que todas as escolas no município, públicas e privadas, continuam fechadas.” Segundo ele, a Secretaria de Saúde ainda está analisando os números da pandemia após a abertura do comércio não essencial.

“Infelizmente continua morrendo gente por Covid-19 e cresce o número de contaminados em Itabira”, acrescenta o secretário de Educação como justificativas para a não reabertura das escolas no município.

“Estamos na onda verde, mas incluídos na macrorregião Central de Belo Horizonte, que está na amarela. Itabira está muito perto de municípios que estão mais doentes que nós e isso acaba nos impactando”, complementa.

Prudência

Para o secretário municipal de Educação, é prudente aguardar mais tempo para se conhecer melhor a evolução da pandemia na região e só depois definir pela reabertura das escolas.

E, de preferência, que isso ocorra após surgir uma vacina cientificamente eficaz contra a doença. “O retorno às salas de aula só deve ocorrer no ano que vem, conforme estava previsto anteriormente.”

Ele acrescenta que, mesmo com o retorno em 2021, as aulas devem ser semipresenciais. “Até que surja a vacina, teremos de trabalhar com no máximo 50% dos alunos em sala de aula.”

Em consequência, a previsão é que as escolas façam rodízios de alunos em salas de aula. “Devemos ter metade da turma na sala de aula numa semana, enquanto a outra turma fica em casa com aulas on line (virtuais).”

“Na semana seguinte, inverte”, defende o secretário. “Essa é a ideia que estamos tendo e que precisa ser mais discutida e amadurecida.”

Em Itabira, são 9,5 mil alunos distribuídos em 28 escolas municipais e 20 nos centros de educação infantil. Já na rede estadual são cerca de 10 mil estudantes, incluindo do 2º grau.

Reabertura das escolas será lenta e progressiva em Minas Gerais

Escolas municipais e estaduais, assim como as privadas, devem continuar fechadas por tempo indeterminado em Itabira (Fotos: Carlos Cruz)

A decisão de liberar as aulas presenciais em Minas Gerais foi tomada pelo governador Romeu Zema (Novo) nessa quarta-feira (23).

No entanto, o retorno às salas de aula deve ser progressivo, sendo que a prioridade é para o 3º ano do ensino médio, educação infantil e ensino superior.

A decisão é válida para as escolas públicas e privadas, respeitando a autonomia municipal. As famílias também terão autonomia para decidir se mandam ou não os seus filhos às escolas.

Os alunos não terão presença obrigatória e as aulas presencias devem continuar paralelas às virtuais (on line) para efeito de soma da carga horária.

E nenhuma escola será obrigada a retornar às aulas presenciais, mesmo que o município decida favoravelmente pelo retorno.

Servidores dos grupos de risco (acima de 60 anos e com comorbidades) continuam em casa, no teletrabalho ou mesmo afastados das atividades nas escolas.

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe um comentário