Itabira está na maior seca. Estiagem afeta os mananciais Pureza e Gatos. Só não falta água nas Três Fontes

1
Compartilhe.

Com a seca que afeta a região e mais os atrasos nas obras de ampliação da ETA Gatos, assim como da instalação do anel hidráulico que irá interligar todos os sistemas de abastecimento de água na cidade, quase todos os bairros de Itabira estão enfrentando racionamento de água neste sábado (14), sendo que em alguns o corte do fornecimento é total.

A falta de água já se arrasta algum tempo nos bairros abastecidos pelas Estações de Tratamento de Água (ETAs) Pureza e Gatos. Com a estiagem, esses bairros vem sofrendo cortes, em dias alternados, do necessário e imprescindível líquido.

Além da logística imperfeita, que só deve ser solucionada com a instalação e funcionamento do anel hidráulico, a escassez de água se agravou uma vez que desde maio não chove em volume significativo na região de Itabira.

A falta de água só não tem afetado os bairros abastecidos pelos poços profundos das Três Fontes (Pará, Moinho Velho, Chacrinha). Também aquelas localidades que recebem reforços dos poços do Areão, que recebem água da melhor qualidade e sem racionamento.

Entretanto, esse privilégio de dispor dessa água de melhor qualidade, captada dos aquíferos rebaixados pela Vale, no caso de Três Fontes, pode deixar de existir quando a cidade for abastecida, com exclusividade, com água captada com transposição do Rio Tanque.

É que a interrupção da captação de águas dos poços profundos está prevista assim que entrar em operação o serviço de suprimento de água por meio de uma parceria público-privada, em processo de licitação – e que é apontada como solução para resolver de vez o eterno problema de desabastecimento na cidade.

Bairros mais afetados

Todos mananciais da cidade estão praticamente sem água: Saae busca reforços de outros cursos d’água (Fotos: Carlos Cruz)

 

Neste sábado (14), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) informa que, mais uma vez, que os registros foram fechados para os bairros Santa Tereza, Clóvis Alvim, Jardim dos Ipês, Bethânia, Hamilton, CDI e Água Fresca (parte alta), todos abastecidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Pureza.

A ETA Pureza abastece mais da metade da população itabirana, com suprimento para os seguintes bairros: Abóboras, Água Fresca, Amazonas, Areão, Bálsamos, Bálsamos II, Barreiro, Bethânia, CDI, CDI II, Colina da Praia, Conceição de Cima, Conceição de Baixo, Cônego Guilhermino, Esplanada da Estação, Fênix, Gabiroba, Hamilton, Hamilton II, Jardim dos Ipês, João XXIII, Juca Batista, Juca Rosa, Machado, Madre Maria de Jesus, Major Lage de Baixo, Major Lage de Cima, Monsenhor José Lopes, Novo Amazonas, Panorama, Posto Agropecuário, Praia, Ribeira de Baixo, Ribeira de Cima, Santa Marta, Santa Ruth, Santa Tereza, São Bento, São Cristóvão, São Marcos, Valença, Vila Senhora do Carmo, Vila Piedade, Vila Piedade, Vila Prudêncio, Vila Salica, Vila Santa Rosa, Vila São Geraldo e Vista Alegre.

Todos esses bairros estão enfrentando problemas com o abastecimento, em dias alternados. Os bairros abastecidos pela ETA Gatos também sofrem com a escassez de água. São eles: Bela Vista, Campestre, Eldorado, Jardim das Oliveiras, Nova Vista, Pedreira, Penha, Santo Antônio, São Francisco, São Pedro, Vila Cisne, Vila Paciência, Cento e Cinco, Cidade Nova e Santa Inês.

Paliativos

Em agosto do ano ano passado, a água transbordava na ETA da Pureza: chuvas estão previstas só para a segunda quinzena de outubro

Para amenizar os transtornos, o Saae tem realizando manobras, alternando os bairros que irão receber água dos reservatórios. Todos os 60 reservatórios da cidade estão com estoques baixíssimos.

“A operação de manobra abrange todos os bairros. Ora um, ora outro bairro terá seu abastecimento interrompido”, avisa o diretor-presidente do Saae, Leonardo Ferreira Lopes.

Ainda como medida empregada para diminuir o desabastecimento, a autarquia busca por reforços em mananciais não convencionais, captando água por meio de um grupo de geradores diesel e moto-bomba, que fazem o bombeamento até as ETAs Gatos e Pureza.

E o Saae avisa que a crise de abastecimento na cidade pode agravar ainda mais. É que o serviço meteorológico só prevê o início das chuvas para a segunda quinzena de outubro.

Portanto, com a forte escassez, é preciso racionalizar o uso, eliminando o desperdício. E se possível, o Saae recomenda armazenar água nos reservatórios. Isto é, se houver sobras, já que as torneiras estão secas. E quando a água chega é em pouca quantidade.

Reajustes

É nesse contexto que a Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG) realizará audiência em Itabira. na terça-feira (17), a partir de 18h, no auditório do Parque Natural Municipal do Intelecto (rua Gerson Guerra, 162, bairro Santo Antônio).

Em pauta, o terceiro reajuste da tarifa de água na presente administração do Saae. Com certeza, será uma audiência pública tensa e polêmica. Leia mais aqui.

 

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe um comentário