Ipoema vai deixar de poluir cursos d’água com ampliação do saneamento básico

1
Compartilhe.

Em consonância com o que prescreve o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), aprovado por meio da lei municipal 4916/2016, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira anuncia que irá assinar na segunda-feira (12) ordem de serviço para a construção de novas redes, ramais e reforma da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do distrito Ipoema.

Com a ordem de serviço, a autarquia dará prosseguimento às obras de saneamento básico do distrito itabirano, que tem crescido nos últimos anos com a agropecuária e o ecoturismo, de aventura e religioso, principalmente depois que foi criado o Museu do Tropeiro, inaugurado em 2003 – e também com a instalação do Parque Estadual Mata do Limoeiro, em 2011.

Ipoema tem importantes atrativos para o turismo ecológico, de aventura e religioso (Fotos: Stael Azevedo e Valério Adélio)

“Vamos executar as obras para atender parte do distrito que ainda não dispõe de saneamento básico”, promete Leonardo Lopes, diretor-presidente do Saae.

Para o serviço, serão instalados 600 metros de rede coletora de esgoto, além de 700 metros de emissários, totalizando 1,3 mil metros de rede. Os emissários irão interligar a nova rede à ETE do distrito.

O contrato que será assinado pela autarquia itabirana prevê, ainda, a construção de uma casa de bomba na ETE, com previsão de término em até quatro meses. “É um investimento em saúde pública”, salienta Leonardo Lopes, ressaltando a importância do saneamento básico para a qualidade de vida dos moradores.

E é também um investimento no meio ambiente, uma vez que o tratamento dos efluentes domiciliar impede que sigam poluindo os cursos d’água. Nos distritos de Ipoema e Senhora do Carmo encontram-se boa parte das nascentes que formam a bacia do rio Tanque. São parte das belezas naturais do município que deixam de ser impactadas.

Documento básico

A execução dessa obra em Ipoema segue o que prescreve o principal instrumento de planejamento e gestão dos serviços de saneamento básico, que é o PMSB. Nesse plano consta um diagnóstico da situação de esgotamento e tratamento sanitário em todo município. “É o nosso ‘norte’ a seguir”, assegura o presidente do Saae.

É pelo que contém o PMSB que o Saae irá prosseguir com as obras de saneamento no município, que ainda tem localidades urbanas e rurais sem que a população usufrua desse serviço  imprescindível para se ter qualidade vida com preservação ambiental.

Com saneamento básico, cursos d’água como os existentes na Mata do Limoeiro estarão protegidos. E a saúde da população também

“É nesse documento (o PMSB) que estão contidas as ações necessárias para assegurar esse direito básico à população”, reforça Leonardo Lopes.

E foi com o diagnóstico elaborado para a aprovação do plano que o município constatou a necessidade de ainda fazer grandes investimentos nessa área.

Parte dos recursos necessários para concluir as obras de saneamento básico no município, cujos valores ainda não foram divulgados, já está sendo obtido com a revisão tarifária aprovada no ano passado pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário (Arsae) de Minas Gerais, em 2017.

Além dessa revisão, o Saae busca melhorias para reduzir os custos operacionais e atingir as metas do plano. E a população contribui financeiramente ao pagar as tarifas inclusas na conta de água referentes ao esgotamento sanitário, tratamento, gestão e desenvolvimento, além da redução de perdas de água tratada.

 

Sobre o Autor

1 comentário

  1. Cristina Silveira, Sem Esperanza em

    Estou trabalhando em um documento da PMI que lista a movimentação do executivo e legislativo – o que eles propõem e o que deliberam – e vejo que os governantes não levam a sério a vida, os interesses da cidade. O que mais se vê dos legisladores é Utilidade Pública e Denominação de ruas, é um escárnio. Ipoema sempre sofreu com a questão das águas, que causou muito câncer e problemas de dentição, deveríamos ser indenizados. E agora com o governo Bolçal a esperança foi pro brejo. Não me iludo, os interesses nem são mais escusos, são de depredação.
    PS. Leio que em Itabira, na Água Fresca, tem uma Rua Arp Procópio, Afinal….

Deixe um comentário