HNSD faz campanha para repor estoque de leite humano que salva vida de recém-nascidos

0
Compartilhe.

Com baixa disponibilidade, a Unidade Materna Infantil do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) precisa repor, com urgência, o estoque de leite humano, que se encontra com apenas dez litros, insuficiente para suprir a demanda diária.

O leite humano é alimento que salva vida de recém-nascidos que têm intolerância a outros suplementos alimentar. A disponibilidade de leite humano pelo hospital salva vidas de bebês cujas mães têm dificuldades ou não podem amamentar.

Dayane Bastita é doadora. Na foto em destaque, Débora Duarte, também doadora (Fotos: Divulgação)

O fornecimento de leite humano pasteurizado, segundo a coordenadora do setor, Edilene Santos, é a garantia mais eficiente para diminuir as intolerâncias, além de outras complicações, que ocorrem quando o bebê passa a ingerir de forma precoce outros tipos de leite.

Portanto, doações são bem-vindas. Para se tornar doadora voluntária, a mãe deve entrar em contato com a maternidade do hospital pelo telefone 3839-1427. Ou diretamente com o Posto de Coleta (3839-1425).

Para a primeira doação, a recomendação é para que a doadora se dirija ao Posto de Coleta, quando será orientada sobre os procedimentos corretos para se fazer a coleta do leite em domicílio, assim como a forma de armazenamento.

Permuta

Como no HNSS não existe meio para pasteurizar o leite, o suplemento coletado encaminhado ao hospital Sofia Feldman, em Belo Horizonte.

Após ser pasteurizado, metade do leite retorna a Itabira – a outra fica no hospital que fez o processamento desse imprescindível alimento para a sobrevivência dos bebês.

“Essa parceria tem-nos ajudado alimentar muitos recém-nascidos e salvar vidas”, afirma Edilene Santos, para quem doar leite é um gesto de carinho e amor das mães itabiranas.

O posto de coleta de leite humano do HNSD é o único da cidade. E é referência na microrregião de Itabira, que conta com 29 municípios

 

 

Sobre o Autor

Deixe um comentário