Fazendeiro de Ipoema, Werner Amann faz alerta e convocação geral aos homens com mais de 50 anos: “não fujam do toque que salva vidas.”

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Em vídeo postado na rede social, o fazendeiro Werner Amann, 69 anos, de Ipoema, faz advertência aos homens para o perigo do câncer de próstata, que é resultado da multiplicação desordenada de células. Sem esse exame, a doença pode ser detectada em estágio avançado, o que dificulta o tratamento e, não raro, levando ao óbito.

Portanto, é recomendável que homens com mais de 50 anos de idade (ou acima de 45, se houver casos de câncer de próstata na família) procurem o urologista para realizar exames preventivos, que incluem o toque retal e o Antígeno Prostático Específico (PSA).

Por preconceito, muitos homens deixam de ter esse cuidado que salva vidas. Em consequência, no caso de a doença se instalar e o paciente não ter o diagnóstico ainda na fase inicial, o tratamento em estágio avançado se torna mais difícil e complexo. E o resultado pode ser adverso do que se teria no caso de a doença ser detectada em seu estágio inicial.

Foi o que ocorreu com Werner Amann, conforme ele conta em vídeo, gravado para contribuir com a campanha Novembro Azul, por solicitação da organização não governamental OncoViva-Itabira.

Segundo ele conta, em 2013 teve o diagnóstico de câncer de próstata, já em estágio avançado. “Uma das razões foi que havia seis anos que eu não fazia o exame de toque”, testemunhou. “Tive que operar, é um câncer bastante agressivo.”

Após retirar a próstata, Amann passou a fazer exames a cada seis meses. Entretanto, o câncer atingiu os ossos, dois anos depois.

“De lá para cá, faço tratamento por hormônio terapia, o que impede de dar metástase, mas não ‘mata’ o câncer.” Metástase ocorre quando células cancerígenas se espalham em outras partes do corpo de um indivíduo que, inicialmente, apresentava neoplasia em apenas um órgão.

A esperança de Amann agora é um novo tratamento por radioterapia, com o qual ele espera erradicar e ou controlar a doença. “Estou com muita esperança de cura”, disse ele no vídeo. “Já fiz os exames e descobriram que ele (o câncer) está lá do mesmo jeito que acharam.”

O fazendeiro faz apelo a todos os homens com mais de 50 anos para que não deixem de realizar os exames anualmente, com o toque retal e PSA. “A minha recomendação é para você, que é homem: faça exames regularmente, não deixe para depois”, convoca Werner Amann. Assista ao vídeo aqui.

Cuidados especiais

Se não tem omo prevenir o câncer de próstata, é certo que há 90% de cura quando a doença é diagnosticada precocemente. Daí que homens, a partir dos 50 anos de idade, façam o exame de próstata anualmente. A recomendação é válida também para homens com mais de 45, caso esteja inserido nos fatores de risco.

Embora não existam formas cientificamente comprovadas para a prevenção, sabe-se que mudanças no estilo de vida podem aumentar a sobrevida do paciente. Dentre as mudanças, estão alimentação saudável e a prática de atividades físicas regulares.

É o que recomenda também a campanha Novembro Azul, que tem por objetivo conscientizar os homens sobre a prevenção com exames regulares. Desenvolvida anualmente em 21 países, inclui também a necessidade de se ter cuidados especiais com a saúde integral do homem, a exemplo da prevenção de doenças crônicas como hipertensão, infecções sexualmente transmissíveis, assim como também da saúde mental.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário