Enquanto Paris impõe toque de recolher, Europa enfrenta número crescente de casos

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Os casos da doença, que afetou a vida em todo o mundo e causou estragos sociais e econômicos, estão subindo além dos níveis vistos na primeira onda

Jornal GGN A Europa se vê diante de nova onda de Covid-19, com milhões de europeus enfrentando novas restrições e governos se organizando para combater as infecções crescentes.

A partir deste sábado, 17, Paris e outras cidades francesas serão colocadas sob toque de recolher noturno que poderá durar ao menos um mês.

O Reino Unido impôs restrições às reuniões de famílias mistas na capital, Londres, e a chanceler alemã, Angela Merkel, pediu aos cidadãos que permaneçam em casa sempre que possível, após a marca de 7.830 casos em 24 horas.

Os casos da doença, que afetou a vida em todo o mundo e causou estragos sociais e econômicos, estão subindo além dos níveis vistos na primeira onda, no início deste ano, quando muitos países procuraram conter a pandemia com bloqueios de vários graus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou o aumento de 44% nos casos europeus em uma semana como ‘muito preocupante’.

Diante deste aumento, os governos foram forçados a implementar medidas cada vez mais rígidas para controlar a propagação do vírus, ao mesmo tempo em que tentam evitar bloqueios totais.

O vírus já matou 1,1 milhão de pessoas em todo o planeta desde que surgiu pela primeira vez na China, em dezembro, com os Estados Unidos sofrendo o maior número de mortes de qualquer país, com mais de 218.000.

Na Itália, a rica região norte da Lombardia ordenou que todos os bares fechem à meia-noite, já que a área onde os primeiros casos de vírus da Europa surgiram em fevereiro enfrenta uma segunda onda.

Em outros lugares da Europa, Polônia, República Tcheca e Bélgica anunciaram um número recorde de casos diários esta semana.

As autoridades belgas disseram no sábado que atingiram 200.000 casos menos de um mês depois de ultrapassar 100.000.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário