“É uma vergonha”, disse Noronha ao criticar a ausência do poder executivo em sua posse na presidência da Câmara

1
Compartilhe.

Com toda pompa e circunstância, agradecimentos e louvores a Deus em um espaço laico, tomou posse nessa quinta-feira (27) a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Itabira para o biênio 2019/20.

Em seu curto discurso, o novo presidente do legislativo itabirano, o elegante vereador Heraldo Noronha Rodrigues (PTB), trajando um impecável terno azul anil, foi duro ao criticar a ausência do prefeito Ronaldo Magalhães, seu correligionário, que também não enviou representante para a solenidade de posse.

“Primeiramente quero agradecer a Deus e a Nossa Senhora por esse momento. Infelizmente o prefeito não enviou um representante. É uma vergonha.”

Nova mesa diretora da Câmara empossada. Da esquerda para a direita os vereadores Nenzinho, Reinaldo Lacerda, Heraldo Noronha (presidente) e André Viana (Fotos: Carlos Cruz)

Com o mesmo tom crítico, o vereador André Viana Madeira (Podemos), 1º secretário, também criticou a ausência do poder executivo. “Que Deus dê a essa Casa sabedoria para cumprir um papel corajoso nos dois anos que virão, que serão de grande fartura não só financeira, mas também intelectual, moral e de posicionamentos dos 17 vereadores que não se rendem às paixões, às seduções de outros poderes, que lamentavelmente não estão representados hoje nesta Casa.”

Ele salientou que a nova gestão do legislativo itabirano terá uma atuação diferente nos próximos dois anos. “Vossa Excelência (o presidente empossado) tem a oportunidade de reerguer esta Casa e a colocar em um patamar de onde nunca deveria ter saído”, disse ele, numa crítica velada à atuação do ex-presidente Neidson Freitas (PP), de quem foi vice-presidente.

Neidson ocupou a cadeira que foi de Heraldo, na última fila do plenário

Noronha prometeu uma gestão participativa, procurando estreitar o relacionamento com a comunidade itabirana. “Assumo o compromisso de transformar esta Casa em um ambiente acolhedor, atuando em benefício dos menos favorecidos e atenta às melhorias necessárias para a nossa cidade.”

Foram empossados também os vereadores Weverton “Nenzinho” Júlio de Freitas (PMN), 2º secretário, e Reinaldo Soares Lacerda (PHS), vice-presidente. Ambos também prometeram uma atuação mais firme do legislativo itabirano, restabelecendo a confiança da população na atuação parlamentar. “A política é uma arte e não podemos ter vergonha de ser político”, acentuou o vereador Lacerda.

Já o ex-presidente Neidson Freitas (PP) disse que entrega uma Casa mais austera, colocando-se à disposição da nova diretoria. “Sempre que solicitado estarei pronto para colaborar neste momento difícil que estamos vivendo no país, estado e município”, comprometeu-se.

“Que esta Casa continue se pautando pelo equilíbrio e diálogo, com Vossa Excelência (o presidente Noronha) conduzindo os trabalhos com serenidade, buscando soluções democráticas, pois é a população que ganha com o diálogo”, salientou.

Ausências

Público presente na posse foi pequeno: falha na divulgação

Procurado pela redação, por meio de sua assessoria, e até o fechamento desta cobertura, o prefeito Ronaldo Magalhães não apresentou justificativa para a sua ausência, assim como por não ter enviado representante do governo para a posse da nova mesa diretora da Câmara.

Da mesma forma, sem justificativa, o vereador Carlos Henrique Silva Filho (Podemos), líder do governo. não compareceu à posse – e também não apresentou justificativa. Carlinhos “Sacolão” foi candidato à presidência apoiado pelo prefeito, tendo perdido a eleição por um voto para o vereador Noronha.

Já o vereador Solimar José da Silva (Solidariedade) justificou em carta o seu não comparecimento, com elogios à gestão do vereador Neidson Freitas, mas sem apresentar o motivo da ausência.

Em tempo

Após a postagem desta matéria, a assessoria de imprensa de Ronaldo Magalhães informou a este site que o prefeito não pôde comparecer à posse devido a um compromisso assumido anteriormente. Diz que na oportunidade aproveita para enaltecer o “excelente trabalho desenvolvido pelo ex-presidente Neidson Freitas e seus companheiros de mesa diretora no último biênio.”

E deseja ao novo presidente Heraldo Noronha muito sucesso nos próximos dois anos. “Tenho consciência de que a harmonia entre os poderes é fundamental para o desenvolvimento da cidade. Que Deus ilumine a nova mesa diretora da Câmara da nossa cidade”, disse Ronaldo Magalhães, em comunicado à Vila de Utopia.

 

 

Sobre o Autor

1 comentário

  1. Cristina Silveira, Sem Esperanza em

    O terno azulanil não é tão impecável assim, falta-lhe certos ajustes da boa alfaiataria… e iniciar discurso evocando ícones religiosos é desrespeitoso com o Povo, mas o que fazer?
    O prefeito não comparecer a posse é de fato desrespeito político, o que se pensa que é?, um funcionário da Pires e Alvarenga que decide por si?
    Agora aguardemos o comportamento do presidente Heraldo face ao prefeito, “comunista chinês”.
    Eu gostaria de ler neste blog o programa, as propostas e os feitos do Heraldo como vereador.

Deixe um comentário