Duas chapas disputam a direção do Sindicato Rural de Itabira com eleição na sexta-feira

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Na sexta-feira (24), entre 9h e 17h, haverá eleição no Sindicato dos Produtores Rurais de Itabira, que tem uma extensa base territorial, abrangendo os municípios de Itabira (sede), Itambé do Mato Dentro, Passabém, São Sebastião do Rio Preto, Santo Antônio do Rio Abaixo, São Gonçalo do Rio Abaixo e Bela Vista de Minas.

A eleição irá eleger a diretoria, o conselho fiscal e os suplentes para o período 2020/23. Para ter direito a voto, o associado tem que estar em dia com as mensalidades. A eleição acontece na sede da entidade, na pracinha do Pará (praça Nelson Lima de Guimarães).

Duas chapas disputam a eleição. A chapa situacionista é encabeçada pelo atual presidente Evando Lage Avelar. E a oposição tem como candidato à presidência o produtor rural João Braz.

Confira as propostas

Chapa 1:

Evando Avelar é candidato à reeleição

Evando Avelar pretende dar continuidade aos trabalhos que vem executando à frente da entidade. Além de representar a categoria em diferentes instâncias, pretende concluir as obras de melhorias que vem executando na sede, no bairro Pará.

Dentre as melhorias, inclui um Centro de Treinamento, com auditório/salão de eventos, além de instalar um elevador para facilitar a acessibilidade ao prédio-sede.

Outra proposta é voltada para o incremento da produção agropecuária, que passa pela inclusão de Itabira na produção de queijo Minas Artesanal (Região Entre Serras), além da melhoria genética da bovinocultura na região.

Como parte da mesma proposta de incremento do setor rural, se propõe fortalecer o agronegócio sustentável (Crasir), nas áreas de pecuária, fruticultura (banana), olericultura, café, apicultura, além de desenvolver projetos e pesquisas junto às instituições de ensino superior.

O fortalecimento da cadeia da banana, da central de compras são outros programas que pretende implementar, com abertura de crédito para os produtores junto as agências bancárias.

A ampliação dos cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), principalmente no programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), que atendam às demandas dos produtores e comunidades rurais, é outro objetivo de curto prazo.

Empenhar junto à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) para a melhoria da conectividade no campo, incrementando as relações com o sistema CNA/Faemg, Senar, além de fortalecer as parcerias com órgãos públicos e entidades voltadas para o agronegócio são outras propostas apresentadas pela chapa 1.

Sendo reeleita, a atual diretoria pretende também estudar a viabilidade para a realização de leilões de gado. A participação do sindicato nos conselhos municipais é outra proposta da chapa encabeçada por Evando Avelar.

Chapa 2

João Braz lidera a chapa oposicionista

A chapa 2, liderada pelo produtor rural João Braz, propõe ampliar a representação legal da categoria econômica no município e na região, assim como ampliar a transparência da gestão da entidade, tornando público os seus gastos, dentre outras propostas de renovação da entidade.

Para cumprir esse objetivo pretende criar um portal eletrônico (site) da entidade, que servirá para prestar todas as informações aos associados.

Outra proposta é criar um programa de compliance (sistema de controles internos e clareza nas demonstrações financeiras), com o qual a chapa 2 propõe fazer cumprir as leis e normas, além das “diretrizes internas do sindicato com transparência, correção e ética”.

Nessa mesma linha, propõe constituir mecanismos de auditoria para garantir o cumprimento do Estatuto, em conformidade com as leis e outros regulamentos externos e internos da entidade patronal.

A chapa de oposição se propõe também facilitar a associação dos pequenos produtores, além do acesso ao mercado de negócios agropecuários

Propõe apresentar aos associados novas formas de obter a assistência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e de órgãos governamentais de fomento à agropecuária, dentre outras propostas da chapa oposicionista.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário