De velocidade da Fórmula 1 em Interlagos, passando pela campeã seleção canarinho sub 17, assim foi o fim de semana esportivo

0
Compartilhe.

Luiz Linhares*

Tivemos um final de semana prolongado em virtude do feriado da Proclamação da República e que marcou pelo Brasil uma série de bons atrativos esportivos.

Max Verstapagen dominou e venceu a prova de Interlagos de fórmula 1 (O Globo). No destaque a seleção canarinho sub-17 campeâ (Foto: Divulgação)

Tivemos em São Paulo o Grande Premio da velocidade de Fórmula I que já tinha sido decidido anteriormente em termos de título a favor do inglês Lewis Hamilton.

De um passado cheio de grandes pilotos brasileiros e atualmente amargando nenhum que possa chamar pra si nossa torcida. Vale mesmo na atualidade nossa torcida pelo amor à velocidade e nada mais.

Tivemos em Brasília a decisão da Copa do Mundo de futebol Sub 17 em que o Brasil brilhou, mostrando muita personalidade e qualidade, passando pela França na semifinal e vencendo a seleção Mexicana de virada por dois a um e conquistando o Hexa Campeonato da categoria.

Uma safra que promete em breve uma boa alimentação para a nossa principal seleção , que por sinal vem mostrando muita pobreza em suas apresentações e tirando do Tite a preferência dos brasileiros.

Brasileirão

Claro que o que nos interessa de momento é o Brasileirão. E neste final de semana o Flamengo deu mais um passo grandioso para levantar o caneco de Campeão Brasileiro.

Venceu o Grêmio em Porto Alegre sem um bom leque de seus titulares e mostrou equilíbrio de equipe. Já dizia a um bom tempo atrás que um bom time ganha jogo e a equipe ganha títulos.

Todos tropeçam, todos têm errado, exceto o Flamengo que continua impecável. E assim consegue vinte e cinco vitórias em trinta e quatro jogos disputados. Feito extraordinário e digno de quem quer e vai ser campeão.

Brasileiro já sem conversa a respeito, questão de tempo, agora vai se aproximando dia 23 e muitos brasileiros vestem a camisa rubro negra para ser mengão desde criança. Vejo como favorito contra o River Plate no próximo sábado em Lima no Peru na decisão da Libertadores.

Acredito que somente algum fato sobrenatural pode tirar este titulo do Flamengo, pelo que vem jogando e pela força de equipe. O time dispõe de jogadores acostumados a vencer e isto faz muita diferença. É time copeiro e vai saber lidar contra os argentinos que dispõem de pouca técnica e qualidade, somente força e vontade.

Mineiros

Atlético só empata com o Fluminense na prorrogação (Foto: Lucas Mercon/O Globo)

Mas vamos voltar para o Brasileirão e aos mineiros. O atleticano já não aguenta mais o seu atual time, não emplaca, não dá liga e não se resolve. O atual time é coisa sem conserto.

Reformulação já, pois o time precisa refeito dos pés à cabeça. Poucos devem se salvar. Inteligência e sabedoria são condições essenciais para traçar esses planos e buscar substitutos para Fabio Santos, Elias, Cazares, Oteros e Ricardo Oliveira que hoje trazem tanta dor de cabeça aos torcedores atleticanos.

O jogo contra o Fluminense foi mais um daqueles sofríveis. O que se viu foi um time com armação medrosa e sem vontade de vencer, sem agredir o adversário, buscando o empate para pontuar fora de casa – e nada mais.

Escrevo esta coluna antes do antes do jogo desta segunda-feira (18) à noite entre Cruzeiro e Avaí, no Mineirão. Se vencer, o Cruzeiro saí da 17ª colocação e sobe quatro posições.

Daí que é vencer e vencer, com o respeito que merece o time catarinense. Se não vencer esta partida, fica claro que o Cruzeiro merece passar a próxima temporada na segundona brasileira.

É o tipo do jogo para se fazer mudança, ganhar moral e esquecer os dissabores da caminhada atual. Não tem como mais adiar. Que venha esta vitória e que se aprenda com tudo errado deste ano.

América

O Coelho voltou à briga. Faltando duas rodadas para o fim do campeonato, o América está a dois pontos do sucesso. Pela frente, enfrenta o Guarani em Campinas e o São Bento em BH.

vencer os dois jogos e torcer para um tropeço que seja empate em dois jogos que restam de Coritiba ou do Atlético Goianiense.

Que falta que fazem os dois tropeços em casa contra Ponte Preta e Paraná. Mas enfim, a série A está à vista pelo América. Vamos torcer que vai dar.

*Luiz Linhares é diretor de Esportes da rádio Itabira-AM

Sobre o Autor

Deixe um comentário