Comitê dos Atingidos pela Mineração sugere a moradores que façam uso de tarja preta em protesto durante o simulado

2
Compartilhe.

Em nota, divulgada nesta quarta-feira (14), o Comitê dos Atingidos pela Mineração em Itabira e na Região pede aos moradores que, ao participarem do simulado, no sábado (17),  façam uso de uma tarja preta sobre o braço, em sinal de protesto pacífico.

Nesta quinta-feira (15), os ativistas do comitê devem encaminhar à promotora Giuliana Fonoff, da Curadoria de Meio Ambiente do Ministério Público em Itabira, um abaixo-assinado contra o alteamento da barragem Itabiruçu.

O abaixo-assinado foi lançado durante a 4ª Romaria das Águas e da Terra da Bacia do Rio Doce, realizada em Itabira, em 2 de junho. (Leia aqui). Os manifestantes temem pela segurança dos moradores que moram abaixo das barragens, que não teriam tempo para se salvar em caso de ruptura de uma dessas estruturas.

O comitê também protesta pelo fato de a população de Itabira não ter participado da elaboração dos Planos de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBMs) e do Plano de Contingência e Evacuação de Itabira. Para os ativistas, o simulado não garante a segurança da população.

Eles chamam as Zonas de Autossalvamento (ZAS) de Alto Risco de Morte. “É necessário dizer que a convocação (para o simulado) ocorre sem o acesso às informações detalhadas.”

Passeata da Romaria das Águas e da Terra. Na foto em destaque, ativistas do comitê na porta do Ministério Público (Fotos: Ângelo Marques e Anna Drummond @annadfotografias)

Os PAEBMs de cada uma das estruturas de contenção de rejeitos existentes em Itabira só podem ser acessados em publicações impressas, disponíveis na Defesa Civil do município, instalada no Parque Municipal do Intelecto, no bairro Campestre.

A reivindicação é para que sejam disponibilizados para consulta on line, como meio democrático de a  população itabirana se informar sobre todos os riscos que corre.

O comitê estranha também os sucessivos adiamentos do simulado. “Por um longo período a Vale e o poder público se mantiveram em silêncio, gerando pânico e desconfiança na região”, critica a nota do comitê.

Audiência Pública

Os ativistas protestam também pelo fato de a Câmara Municipal não ter ainda realizado a Audiência Pública, aprovada em fevereiro, para discutir a questão das barragens de Itabira e da região.

“O poder público se isenta de construir mecanismos democráticos de participação popular e opta por reuniões a portas fechadas ou convites a empresa Vale para que prestem informações, sem a possibilidade de participação do povo.”

A falta de informações técnicas sobre a real situação das barragens é outra reclamação. Além disso, as informações sobre o simulado estão sendo consideradas também precárias.

Ativistas do fizeram passeata e se dirigiram ao Ministério Público para pedir a remoção de moradores das áreas de autossalvamento

“Devida à manipulação das informações por parte da empresa e ausência total de controle social sobre as informações, as pessoas não sabem qual é o risco real de uma barragem se romper e nem qual a probabilidade real de se salvarem.”

“A população continua sem saber como farão para levar pessoas enfermas ou com outras dificuldades de mobilidade para os pontos de encontro”, assinala a nota dos ativistas itabiranos.

Para eles, o simulado serve para resguardar a empresa de processos judiciais em caso de rompimento. E que nada traz de informações para realmente salvar vidas. “A falta de acesso às informações impede a fiscalização da atuação da empresa pela população. Ao invés da defesa do bem comum, da garantia dos interesses coletivos, temos que o controle está na mão da empresa Vale, na defesa única de seus próprios interesses, sem a possibilidade de uma atitude fiscalizadora por parte da população.”

Reivindicam da administração municipal a criação de canais de participação popular. “Neste momento em que precisamos construir saídas para Itabira e região, é imprescindível que se construam espaços democráticos de participação popular tais como audiências públicas, conferências, reuniões.”

Os ativistas do comitê concluem que o simulado não garante a segurança da população. “A única coisa que garante a segurança é o fim das barragens.”

 

 

 

 

 

 

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. JOSE CARLOS PEREIRA ALVARES DA SILVA em

    “UM PENSAMENTO SOBRE PROJETO MANUELZÃO” E agora será esperar pela morte igual ao Rio Paraopeba, para todo Grande Lago da Represa de Treis Marias e toda Bacia do Rio São Francisco, é um dos mais importantes rios da América Latina, o rio passa por 5 Cinco Estados e 521 municípios (Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, até o Mar entre, Sergipe e Alagoas com 34 Bacias; e também Distrito Federal Brasília.

    Transposição do Rio São Francisco “Ao desviar” Levará o Mar de Lama trazido pelo Rio Paraopeba da tragédia de Brumadinho MG. as águas do rio para áreas assoladas pela seca. Aos canais que liguem rios perenes a rios intermitentes, atendendo as populações dos Estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

    . (Isso já aconteceu com Rio Doce morto pela Mineradora Vale e SAMARGO na Tragédia de Mariana até o Mar do Espírito Santo).

    Sabendo que Segundo a Universidade Federal de Juiz de Fora MG. Deu um Laudo: Qualquer Rio atingido por Rejeitos de Minério de ferro Leva 150 anos para recuperar a Vida. SALVEM a Represa de Treis Marias e toda à bacia do Rio São Francisco!

    Porque não constroem uma Barragem Forte e projetada para deter o Mar de Lama. Abaixo, Barragem Retiro de Baixo na Fazenda Laranja do Município de Pompéu MG. Sendo que depois 8 km Rio Paraopeba deságua na Represa de Treis Marias e atingira toda Bacia do Rio São Francisco que Morrerá.

    ** Mata todo o Rio por Soterramento e lama acumula nas margens e com as chuvas sempre cairá nos rios continuamente. A turbidez impede a Fotossíntese da água; Mata o Produtor Fitoplâncton e no Maximo terão arvoredos e graminhas nunca mais florestas. Os Rejeitos de Mineiro de ferro pavimenta seja vira cimento duro **.

    Entendam os primeiros Colonizadores na cadeia Alimentar sobre margens dos Rios mortos ou áreas devastadas, São os Mosquitos. Trazendo Malária. Dengue etc. Cabe ao Estado fornecer vacinas e kit hospitalar para exame de Ferro aos Hospitais para Saúde da população.
    Sendo que depois 8 km o rio Paraopeba perto de Cidade de Felixlândia – MG deságua na Represa de Treis Marias e atingira toda Bacia do Rio São Francisco a matando as suas 34 micro bacias e ira desaguar no Mar da divisa dos Estados de Sergipe e Alagoas; Completamente destruído ou Morto por Rejeitos de Mineiro de Ferro e atingindo todo Nordeste, pela transposição do Rio São Francisco;

    Rio Paraopeba, deve chegar à Usina Hidrelétrica de Treis Marias até o dia 20 de fevereiro, conforme informou a Agência Nacional das Águas (ANA).

    Construir na Margem Direita Rio Paraopeba 1 Margem Esquerda Rio Paraopeba 2 . Todos os Córregos e afluentes e Mananciais com água Pura e cristalina desviada para novos percursos; Com Retro Escavadeira com 85 km em Paralelo.
    Fechando todo desaguar de água no Leito Atual do Rio Paraopeba Secando – o.

    A professora Cláudia Carvalhinho, do Departamento de Química da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), fez a análise da lama dos rejeitos da extração do minério de ferro e detectou a presença de metais pesados no material. Na análise da lama de Fundão, foram encontrados ferro, manganês e alumínio.

    Cláudia afirma que o rejeito da barragem de Brumadinho deve ter concentrações semelhantes de metais pesados, por se tratar dos resíduos das mesmas atividade e técnica. A pesquisadora alerta ainda que possam ser encontrados cromo, chumbo e arsênio na lama.

    O maior risco para a saúde da população, conforme destaca a professora, vem da ingestão de água contaminada por metais pesados. Contato com lama apresentará sintomas como vômitos, coceira, tontura e diarreia.

    Foto Barragem Retiro de Baixo na Fazenda Laranja do Município de Pompéu MG. Não foi projetada para fins de estocar todo Mar de lama trazido pelo Rio Paraopeba da tragédia de Brumadinho MG. Irá Romper e vai desaguar na Represa de Treis Marias e atingirá toda Bacia do Rio São Francisco que Morrerá.
    https://www.facebook.com/CBHSaoFrancisco/videos/1268747023297095/
    https://www.facebook.com/CBHSaoFrancisco/videos/1268747023297095/?t=0

    https://www.obugio.org.br/petitions/salvem-o-rio-sao-francisco-e-toda-bacia-do-rio-sao-francisco-da-morte-do-mar-de-lama

Deixe um comentário