Comissão intersetorial é criada para propor políticas públicas em benefício da saúde do trabalhador

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Ocorre nesta sexta-feira (5), às 15h, no auditório da Prefeitura, a posse dos membros efetivos e suplentes da Comissão Intersetorial de Saúde da Trabalhadora e Trabalhador (CISTT) de Itabira.

A instituição dessa importante comissão para a saúde do trabalhador foi aprovada por unanimidade na última reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Itabira, realizada no dia 13 de março.

“O objetivo da CISTT é discutir especificamente as questões relativas à saúde do trabalho, tendo como base o perfil produtivo do município e abrange desde desempregados ou trabalhadores informais, até empregados rurais, da indústria e do comércio”, explica o professor Leonardo Ferreira Reis, um dos idealizadores da comissão.

Por meio de relatórios e debates, ele acredita que será possível iniciar a construção de políticas públicas no município que visem a prevenção de adoecimentos e acidentes de trabalhadoras e trabalhadores em diferentes setores da economia.

Como exemplo de política pública a ser desenvolvida ele cita a criação de um Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

Por não se tratar de uma comissão deliberativa, mas apenas consultiva, subordinada ao CMS, não precisa ser paritária como os conselhos geralmente são. “O importante é que seus membros sejam comprometidos com a melhoria das condições de trabalho na região de Itabira”, ressaltou o professor.

Dessa forma, na composição da CISTT serão empossados representantes de diversos sindicatos de trabalhadores, como também representantes dos empregadores, de órgãos de previdência, além de instituições de ensino ligadas à saúde, de usuários do SUS, entre outros.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário