Com capacitação de 290 profissionais de saúde, Itabira se prepara para enfrentar o coronavírus

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Mesmo não tendo registro de paciente com o coronavírus (Covid-19) em Itabira, embora tenha sido registrado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais um caso suspeito de itabirano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já está capacitando os seus agentes de saúde (médicos, enfermeiros e técnicos) para atender pacientes que possam apresentar sintomas da doença nos vários níveis e situações.

Para isso, promoveu na quarta-feira (11), no Centro Cultural, a primeira etapa de Capacitação sobre o Coronavírus. Participaram 290 profissionais da rede municipal de saúde.

O objetivo foi também unificar protocolos e metodologias adequados para que seja feito o atendimento de pacientes que possam estar infectados. “Estamos preparando a rede pública de saúde para uma eventual circulação do vírus em Itabira”, assegura a secretária municipal de Saúde, Rosana Linhares.

Foi instituída uma comissão especial, formada por representantes do poder público, profissionais e instituições de saúde. O objetivo de definir as melhores estratégias de prevenção e tratamento.

No encontro com profissionais de saúde foram realizadas palestras e apresentações sobre o fluxo de coleta de material e de atendimento nas unidades de saúde, como também pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

No tratamento da doença é fundamental ter o diagnóstico já no início da infecção, evitando complicações. E também para que o vírus se propague entre familiares, amigos e pessoas próximas.

Suspeita descartada

O paciente itabirano com suspeita da doença retornou dos Estados Unidos com sintomas de gripe. Ao chegar ao Brasil, ele procurou um hospital particular em Belo Horizonte, quando foi colhido material para realização de exames em um laboratório privado – e também na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Após os exames, o contágio pelo vírus foi descartado pelo laboratório privado, mas o paciente ainda aguarda pelo laudo da Funed para descartar a suspeita.

Sintomas

Os sintomas do coronavírus são semelhantes a de um resfriado, com febre, tosse e dificuldades respiratórias. Outros sintomas podem ser dor de garganta e coriza.

Conforme já se sabe, a grande maioria dos casos de Covid-19 apresentam sintomas mais leves – e podem ser atendidos em postos se saúde, obedecendo às medidas de precaução domiciliar.

A recomendação é para que se a pessoa estiver com os sintomas iniciais da doença que procure imediatamente um posto de atendimento do bairro.

Somente no caso de o paciente apresentar sintomas mais graves é que será encaminhado para tratamento em hospital de referência.

No caso de suspeita, ou mesmo de confirmação da doença, deve-se usar máscara como medida de proteção e para não contaminar outras pessoas.

Além disso, deve evitar contatos com outras pessoas, mantendo o isolamento em casa, após procurar o atendimento em um posto de saúde.

As recomendações são da Organização Mundial de Saúde (OMS). Outra orientação é para que se faça a higiene correta das mãos, o que também evita outras contaminações, como da gripe e por outras bactérias.

Como prevenir

  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool gel.
  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.
  • Evite aglomerações se estiver doente.
  • Mantenha os ambientes bem ventilados.
  • Não compartilhe objetos pessoais.

Fontes: Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde, Secretaria Municipal de Saúde.

Foto: Divulgação/PMI

Compartilhe.

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. Pingback: Melhor remédio contra o Covid-19 é a prevenção. Prefeito assina decreto com restrições a grandes encontros e outras medidas  

Deixe um comentário