Campanha Outubro Rosa conscientiza sobre câncer de mama

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Marineth Moura*

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, tendo como símbolo laço rosa e realizada no mês de outubro.

O movimento surgiu em 1990 quando aconteceu a primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Desde então, é promovida anualmente na cidade. Porém somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e à prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações.

Atualmente, o Outubro Rosa é realizado em vários lugares do mundo. A campanha de conscientização sobre o câncer de mama no Brasil acontece desde o ano de 2002. A publicidade adotou o tom de rosa como motivador de campanhas no período e ações em mídias sociais também tendem a ser reforçadas durante este mês.

Dados do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) apontam que apenas 2,5 milhões de mamografias foram realizadas em 2014, equivalentes a uma taxa de 24,8%, bem menos do que os 70% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A direção do Inca informa que o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama e alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros são mais lentos.

No Brasil, em 2016, foram esperados 57.960 casos novos de câncer de mama. Tipo de neoplasia maligna mais comum entre as mulheres no mundo e no país, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado, chega a 28,1%. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais freqüente nas mulheres das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Existe tratamento para câncer de mama e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS. E a prevenção continua sendo o melhor remédio.

 

*Marineth Moura é jornalista do Rio de Janeiro e colaboradora do site Vila de Utopia.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário