Campanha em Itabira, nesta sexta-feira, vai vacinar idosos acima de 88 anos no estacionamento da Funcesi

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Ainda em ritmo lento, como está ocorrendo em todo o país, nesta sexta-feira (26), Itabira dá início à campanha de vacinação contra o novo coronavírus (Sars-Cov2), que causa a doença Covid-19, para idosos com mais de 88 anos.

A vacinação será no formato drive-thru, sem precisar sair do carro, no estacionamento da Funcesi. Está programada para ter início às 9h se estendendo até 16h30. Para ser vacinado, o idoso tem de apresentar comprovante de endereço, cartão do SUS ou CPF e documento de identidade.

Para os que não podem comparecer ao local de vacinação, seus familiares devem entrar em contrato com o PSF mais próximo de sua residência para agendar o atendimento em domicílio. O agendamento pode ser feito também diretamente com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) pelos telefones 3839-2680 e 3839-2600.

O ritmo ainda lento se deve à falta de vacinas, tanto que a campanha não prossegue no fim de semana, por falta de imunizantes para avançar em outras faixas etárias.

Para isso ocorrer, a SMS aguarda o envio de mais doses pelo governo de Minas Gerais. A informação é de que o estado recebeu mais 357,4 mil doses – e que a cota de Itabira deve chegar nos próximos dias.

Até a terça-feira, segundo o “Vacinômetro” da Prefeitura de Itabira, 4 mil doses de vacinas contra a Covid-19 já havia sido aplicadas, entre primeira e segunda doses.

Além da imunização dos idosos, já estão sendo vacinados os grupos prioritários: profissionais de saúde, aplicadores, residentes e funcionários de instituições de longa permanência, que incluí a imunização de jovens em vulnerabilidade, com comorbidades.

Remanescentes da saúde

A campanha prossegue também com a imunização de profissionais de saúde da rede privada. A imunização desses profissionais de clínicas e consultórios médicos deve ser precedida de cadastro na SMS, por meio de formulário on line, que pode ser acessado clicando aqui.

Para fazer o cadastro é necessário informar o número do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), além do número do registro nos conselhos de classe, local de trabalho etc.

Nesta etapa da campanha de imunização de trabalhadores, somente serão imunizados aqueles que atuam espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde. Nessas condições estão clínicas, consultórios, laboratórios e drogarias.

Entre as categorias que serão imunizadas constam médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, nutricionistas, psicólogos, técnicos de enfermagem, auxiliares e técnicos de saúde bucal, técnico de saúde bucal, assim como também recepcionistas e pessoal da limpeza.

Só após a verificação do CNES e confirmação dos dados cadastrados no DataSUS é que a SMS irá informar sobre a vacinação, por meio de contato por e-mail com o responsável do estabelecimento de atendimento à saúde.

Se um desses estabelecimentos tiver problemas com o cadastro do CNES deve entrar em contato com o setor de Regulação da SMS pelo telefone 3839-2607.

No destaque, vacinação de idosos no estacionamento da Funcesi (Foto: Eduardo Cruz)

 

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe um comentário