Campanha de vacinação em Itabira segue o ritmo lento do país e de Minas Gerais, ainda sem data para iniciar a imunização de idosos

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Até aqui, com o primeiro lote de vacinas que chegou a Itabira, foram imunizados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente ao combate à Covid-19 nos hospitais Nossa Senhora das Dores (HNSD) e Carlos Chagas (HMCC), como também do Pronto-Socorro Municipal, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), cuidadores e empregados do Lar de Ozanam.

Ainda com as vacinas desse primeiro lote foram imunizados também 17 jovens, maiores de 18 anos, com comorbidades, acolhidos por medidas protetivas em Casas Lares, conveniadas com a Secretaria Municipal de Ação Social.

Fura-fila

Ainda na semana passada, a redação deste site recebeu a denúncia de que teriam ocorridos casos de imunização de profissionais de saúde que não estão na linha de frente, assim como também de pessoal das áreas administrativas dos dois hospitais itabiranos.

A redação solicitou à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), via assessoria de imprensa da Prefeitura de Itabira, a lista com os nomes, idades e funções de todos os que foram imunizados nessa primeira etapa, com o lote inicial de 1 mil vacinas.

O objetivo é checar a denúncia.  A solicitação foi encaminhada na quinta-feira (28) e reiterada nessa segunda-feira (1). Só agora, nesta quinta-feira (4), a assessoria de imprensa da Prefeitura deu retorno à solicitação da reportagem.

Segundo informa, a listagem com todos os nomes dos imunizados será compartilhada com o Ministério Público e com as demais esferas estadual e federal. E acrescenta:

“Sobre a publicidade da listagem, o município ainda avalia os parâmetros jurídicos do ato, inclusive com estudos da Lei n. 13.709/2018, que dispõe a respeito do tratamento de dados pessoais nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.” Leia a íntegra da nota da Prefeitura no final desta reportagem.

A informação detalhada e circunstanciada da ordem de vacinação, assim como os critérios adotados, é imprescindível para que se tenha confiabilidade e não gere suspeições, como as que ocorreram no início da campanha.

Sem transparência e objetividade das informações, proliferam notícias falsas e tendenciosas, colocando em risco o sucesso de uma campanha que é imprescindível para a saúde de todos os brasileiros.

Mais vacinas

Enquanto isso, desde segunda-feira a campanha de imunização em Itabira já conta com o segundo lote de vacinas. Foi distribuído pela Gerência Regional de Saúde (GRS) de Itabira, que recebeu os imunizantes na semana passada, repassadas aos 13 municípios da microrregional de saúde.

Para esta segunda etapa da campanha, já estão sendo imunizados mais profissionais de saúde com lotes de 1.030 doses do laboratório AstraZeneca/Oxford e 1.419 do imunizante CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac), totalizando 2.449 doses.

A SMS informa que os grupos prioritários foram definidos de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde.

Nessa segunda etapa, a imunização abrange os profissionais das 32 unidades do Programa Saúde da Família (PSF), que estão expostos ao contatos com pacientes com os primeiros sintomas da doença.

Estão também sendo imunizados os profissionais do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), Pronto-Socorro Odontológico, Policlínica Municipal, Centro de Reabilitação, Farmácia Central e Farmácia Popular. E prossegue entre os profissionais do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Capsad).

As pessoas que receberam a primeira dose da vacina Coronavac devem repetir a dose entre 15 e 30 dias após a primeira aplicação. Já quem foi vacinado com o imunizante produzido pela AstraZeneca/Oxford recebe a segunda dose após três meses.

Prefeitura esclarece critérios e nega a existência de atropelos na ordem das prioridades

Em relação ao fornecimento da lista das pessoas imunizadas com as primeiras doses das vacinas destinadas ao município, esclarecemos que a Secretaria Municipal de Saúde de Itabira tem zelado pela transparência adequada e responsável na execução da vacinação da COVID-19, divulgando periodicamente o “vacinômetro” nos meios de comunicação, contendo informações pertinentes a respeito dos grupos e o número de pessoas vacinadas.

Importante registrar que têm sido observadas as diretrizes da Campanha Nacional de Vacinação, constantes no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 e no Informe Técnico – Campanha de Vacinação contra a COVID-19, do Ministério da Saúde, assim como as disposições do Plano de Contingência para Vacinação contra a COVID-19 elaborado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e o Plano Municipal de Imunização contra a COVID-19.

A listagem com todos os nomes será compartilhada com o Ministério Público e as demais esferas estadual e federal. Sobre a publicidade da listagem, o município ainda avalia os parâmetros jurídicos do ato, inclusive com estudos da Lei n. 13.709/2018, que dispõe a respeito do tratamento de dados pessoais nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.

A municipalidade está ciente de que na aplicação de vacinas em contexto de escassez faz-se necessário seguir parâmetros objetivos, racionais e impessoais, assegurando-se que as pessoas priorizadas na campanha de vacinação sejam aquelas mais vulneráveis à contaminação, em consonância com o planejamento nacional e com as diretrizes tecnicamente embasadas da Organização Mundial da Saúde.

A respeito do questionamento específico sobre os jovens institucionalizados, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece que foram vacinados 17 jovens e seis funcionários que estão em duas Casas Lares, que são centros para acolhimento de jovens que estão em medidas protetivas. Essas casas são conveniadas à Secretaria Municipal de Ação Social.”

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe um comentário