Campanha de solidariedade às famílias itabiranas vulneráveis à pandemia do coronavírus é organizada por grupos sociais

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

Diversos movimentos, organizações e coletivos de Itabira iniciaram campanha de arrecadação de recursos em apoio às famílias em condições de vulnerabilidade social, todas afetadas com a atual crise de saúde pública, causada pelo avanço do novo coronavírus (covid-19) no Brasil.

Para participar e contribuir basta acessar o link da vaquinha online: http://vaka.me/973653

Formas de ajudar (valores de referência para doação):

– Uma cesta básica + material de limpeza: 150 reais

– Medicamentos: 100 reais

– Meia cesta básica: 75 reais

– ⅓ de cesta básica: 50 reais

– Dois pacotes de feijão e um de arroz (5Kg): 30 reais

– Álcool em gel: 25 reais 

Por que fazer uma campanha de solidariedade em Itabira

Em meio à pandemia da covid-19, o isolamento social se faz necessário para a prevenção da doença. Porém, muitas famílias acabaram tendo parte ou a totalidade da sua renda comprometida. São famílias formadas por trabalhadores e trabalhadoras informais, autônomos, diaristas, ambulantes, desempregados, e que durante a quarentena não podem exercer suas profissões.

Em Itabira muitas famílias vivem o dilema de não saber como irão comprar itens básicos para uma vida digna, mesmo com a tardia aprovação da renda mínima federal e com os esforços dos serviços públicos locais, como dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS).

Isto porque não é só a cesta básica de alimentos que compõe o custo mensal de uma família, que também precisa pagar o aluguel, as contas de luz, água e gás, comprar medicamentos e pagar o transporte nos momentos necessários.

Por isso, as Brigadas Populares, organização política que atua na luta pela emancipação do povo brasileiro, e o Coletivo Mulheres na Praça, grupo que tem atuado sobre o direito das mulheres na cidade de Itabira, decidiram criar esta campanha da solidariedade. A campanha conta com participação de outros movimentos, entidades, organizações e coletivos.

Brigadas Populares e Mulheres na Praça, coletivos itabiranos, organizam a campanha de solidariedade e apoio às vítimas da pandemia

Transparência da campanha de solidariedade

Quais são essas famílias, onde moram? Como será feita a compra e distribuição dos produtos?  

O número de famílias beneficiadas irá depender do valor arrecadado. Vamos priorizar áreas de vulnerabilidade como o bairro Pedreira do Instituto, onde já temos atuação orgânica e contatos de moradores.

Mas, a depender do valor arrecadado, podemos apoiar iniciativas similares de outras entidades de Itabira que já realizam campanhas de solidariedade, a exemplo da Fazenda Bethânia, as Pastorais Sociais por meio da Cáritas e da Sociedade São Vicente de Paula.

As cestas, materiais de limpeza e medicamentos serão comprados em supermercados e farmácias da cidade de Itabira pelos organizadores. Serão guardados e fotografados todos comprovantes das compras e notas fiscais.

E a entrega será realizada após descontaminação dos produtos nas casas dos moradores em condições de vulnerabilidade e que ainda não tiveram acesso aos recursos do governo federal.

Todos comprovantes serão compartilhados nas redes sociais do coletivo Mulheres na Praça e das Brigadas Populares, informando o número de famílias beneficiadas, com registro fotográfico da entrega das cestas.

Entidades que apoiam a campanha

QRcode de divulgação da campanha 

As entidades organizadoras são as Brigadas Populares de Itabira e o coletivo Mulheres na praça.

A campanha tem apoio também temos apoio dos seguintes movimentos e organizações:

  • Comitê Popular dos Atingidos pela Mineração em Itabira e Região
  • Partido Comunista Brasileiro (Célula Itabira)
  • Rede Camaco de Economia Solidária e Tecnologia Social
  • Coletivo 4ª arte
  • Unidade Classista
  • DCE UNIFEI Itabira
  • Coletivo El Cantare
  • Coletivo Dandara dos Santos
  • Bar da Neide
  • Caritas Diocesana (Itabira)
  • Fazenda Bethânia
  • Engenheiros Sem Fronteiras
  • Outras entidades, coletivos, movimentos e organizações são bem vindas!

O convite para participar da campanha é estendido a outros movimentos e coletivos itabiranos. Para aderir, faça contato pelos e-mails: brigadasitabira@riseup.net; mulheresnapraca@gmail.com.

Para mais informações acesse pelo Facebook e Instagram: @brigadaspopulares; @mulheresnapraca.

Que a solidariedade seja o grande legado deste período de crise na saúde pública mundial!

A luta continua 

Além dessa campanha coletiva, os movimentos, organizações e coletivos se mantêm firmes na luta por uma saúde pública de qualidade, o que requer a revogação da Emenda Constitucional de Teto dos Gastos (EC 95).

Estão, também, solidários e participantes da luta por condições dignas de vida para todos os brasileiros. Entendem que o momento é de unir forças para vencer a crise, que não é só de saúde pública, mas também política, econômica e social.

 

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

  1. Pingback: Voluntários da Ampari e militantes dos coletivos Mulheres na Praça e Brigadas Populares se unem pelas pessoas e pelos animais - Vila de Utopia

Deixe um comentário