Arnaldo Brandão, da banda Hanoi-Hanoi, abre o Festival de Música e Solidariedade, nesta sexta-feira, em prol do Lar de Ozanam, de Itabira

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

O músico, professor, ativista social e cultural Júlio César “Mengueles” Batista Mattos convida a todos para assistir e curtir nesta sexta-feira – Dia do Trabalhador –, às 20h, a abertura do Festival de Música e Solidariedade com o cantor, baixista e compositor Arnaldo Brandão, um dos percursores do roque nacional, da banda Hanoi-Hanoi.

A transmissão será pelo canal do artista ou no canal do evento no Facebook.  Acesse aqui também https://bit.ly/MusicaSolidariedade

A causa é nobre. Tem por objetivo arrecadar recursos financeiros e insumos (máscaras, luvas, álcool em gel) para o Lar de Ozanam, da Sociedade São Vicente de Paula, de Itabira, para que possa continuar cuidando de 54 idosos neste tempo de pandemia.

Segundo Mengueles, a ideia do festival surgiu de uma conversa com a médica geriatra Camila Araújo, juntamente com Bruno Cota, da banda Rivotrio, e Rafael Formiga.

Foi quando ela expôs aos músicos itabiranos a precária situação financeira do Lar de Ozanam que, como a maioria das casas de assistência ao idoso, está enfrentando dificuldades.

Conhecedores da situação, e com o objetivo de contribuir com o que sabem fazer, que é cantar e cuidar de idosos, médica e músicos se uniram para criar o festival.

E convidaram mais parceiros que já estão programados para participar das lives (apresentações) que são livres, mas pedem que participem da vaquinha eletrônica em prol dos assistidos do Lar de Ozanam.

Participe. Curta o isolamento social com boa música. A causa é nobre e o entretenimento é de ótima qualidade.

Aumente o som que vai ter muito roque e MPB, a partir desta sexta-feira, às 20h.

Porque ajudar o Lar de Ozanam

Por Camila Duarte Araújo*

Preocupados com a segurança e saúde da população idosa de itabirana residente no Lar de Ozanam, que é uma instituição filantrópica e necessita do nosso olhar cuidadoso, a ação ganhou grande proporção quando vários músicos da cidade abraçaram a causa.

A situação de emergência de saúde pública internacional provocada pelo Covid-19, principalmente em instituições de longa permanência para idosos (ILPIs), também conhecidas como asilos ou casas de repouso, é preocupante e delicada.

A população idosa institucionalizada é ainda mais vulnerável aos agentes biológicos causador da Covid-19, em razão do grau de fragilidade e de comorbidades por doenças crônicas. Em todo o mundo, o maior número de desfechos desfavoráveis como a morte acontece nesses locais.

As lives, além de trazerem entretenimento, irão reforçar a importância do isolamento social e o cuidado com o idoso dentro das nossas casas. Nesse momento em que o comércio retorna às suas atividades, mesmo com as novas normas de vigilância sanitária, nós temos que redobrar nossos cuidados com os idosos que devem continuar em isolamento social em domicílio.

Precisamos de instrumentos para detecção precoce, precaução de contágio, cuidados sintomáticos e cuidados paliativos integrados aos cuidados clínicos. Nesse contexto, a compra de equipamentos de proteção individual (EPI) adequados é prioridade.

Vale lembrar que a idade não pode limitar o acesso ao cuidado e que não é ético deixar de oferecer os serviços de saúde aos mais velhos. O sistema de saúde deve oferecer todas as oportunidades de tratamento, sempre respeitando a premissa da proporcionalidade terapêutica.

Os desafios para o cuidado adequado das pessoas idosas são diversos e complexos. É, por isso, que estamos aqui, reunidos pela música, para integrar a comunidade aos cuidados da nossa população.

As lives realizadas pelos parceiros Arnaldo Brandão, Carlos Cabeça, Banda Postura, André Lima, Alexandre Araújo, Eu você e João, Joni Amorin, NêgoMassa, Groove Minas, Rivotrio, Rafael Formiga, Bruno Soares, The Doors Piano Live e Renata Araújo serão transmitidas pelas redes sociais de cada músico participante, na página do evento Festival de Música e Solidariedade no Facebook e no Instagram do Prosa Musical.

Contamos com a sua presença virtual e sua doação que poderá ser realizada diretamente pela conta da instituição ou pelo link da Vakinha Online disponibilizado.

Os desafios para o cuidado adequado das pessoas idosas frente à pandemia da COVID 19 são diversos e complexos. É assim que estamos reunidos pela música para integrar a comunidade aos cuidados da nossa população.

As lives irão ser transmitidas pelas redes sociais de cada músico participante, na página do evento Festival de Música e Solidariedade no Facebook e no Instagram do Prosa Musical. Contamos com a sua presença virtual e sua doação para o Lar de Ozanam de Itabira!

*Camila Araújo é médica geriatra

Compartilhe.

Sobre o Autor

1 comentário

Deixe um comentário