Ainda não é um FliItabira, como o equivalente de Araxá, mas com a 19ª Semana Drummond, Itabira celebra o aniversário do poeta itabirano

WhatsApp Pinterest LinkedIn +

A 19ª Semana Drumondiana está a quilômetros de distância da programação do Festival de Literatura de Araxá (Fliaraxá), criado em 2012 e que está em sua nona edição, aberto na quarta (28) e que segue até domingo (1). Para saber mais, confira aqui a programação do Fliaraxá e morra de inveja.

Mas como a esperança é a última a morrer, quem sabe um dia a terra natal de Drummond terá também o seu FliItabira.

Que seja à semelhança do que vem ocorrendo na terra que acolheu Ana Jacinta de São José, a dona Beja, nascida em Pains – e que viveu muitos anos na aprazível cidade do Alto Paranaíba, provocando ciúmes e muitas histórias com registros literários

Já passou da hora de Itabira promover um festival literário à altura da obra de seu poeta maior. Para isso acontecer, o que não faltam são apelos culturais – mas é preciso ter vontade política e empenho cultural. Outra inspiração é a Festa Literária Internacional de Paraty.

Enquanto isso não ocorre, o itabirano se contenta com a programação que a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) oferece, virtualmente, em tempos de pandemia. Mas como de tudo fica um pouco, fica a esperança de que dias melhores virão para a cultura itabirana.

Para não se esquecer de lembrar

Aberta na quarta-feira (28), a 19ª Semana Drummondiana apresenta programação on line, por meio do canal da fundação no Youtube. Encerra no sábado (31), com a celebração dos 118 anos do nascimento de Carlos Drummond de Andrade, no Dia Nacional da Poesia.

No site da FCCDA o leitor terá acesso à programação completa. O tema da edição deste ano tem inspiração em A Palavra Minas, poema de Drummond publicado originalmente no livro As Impurezas do Branco. A semana drummondiana celebra assim, e também, os 300 anos de emancipação política de Minas Gerais.

O recatado arremedo de festival literário itabirano foi aberto com os Drummonzinhos declamando A Palavra Minas, do nosso vate maior. Já à noitinha foi exibido o vídeo Drummond e o Amor, com comentários da professora e filósofa Lúcia Helena Galvão sobre o poema As Sem-Razões do Amor.

Houve ainda a live Gastronomia Literária, com o chef de gastronomia social do Instituto ITI, Rodrigo Bernardi, com o tema Gastronomia Literária, uma homenagem a Monteiro Lobato por intermédio do Sítio do Pica Pau Amarelo, com direito a receitas de bolinho de chuva e cocada assada.

A noite de abertura terminou com professora e pesquisadora Delci Cristina palestrando sobre Itabira nos Versos de Drummond: Poesia, Memória e História”.

Nesta quinta-feira (29), às 19h, será inaugurada a exposição on-line A Mesa, com quadros da artística-plástica Yara Tupynambá, do acervo da FCCDA. A mostra pode ser conferida no Flickr. O músico e professor José Moura apresenta o concerto para piano e orquestra de Mozart KV 415 Nº13, às 20h30.

Na sexta-feira (30), às 16h, Rodrigo Bernardi ministra a oficina Biscoito Açucarado Craquelado, com receita inspirada no poema País do Açúcar”, de Drummond. Os 80 anos da edição do livro Sentimento do Mundo serão lembrados pelo professor Carlos de Cássia Silva.

À noite, às 19h30, o escritor e presidente da Academia Mineira de Letras (AML), Rogério Faria, ministra a palestra A Coleção Drummondiana da Academia Mineira de Letras, que contém acervo com 400 crônicas datilografadas e anotadas pelo poeta itabirano.

José Nildo Monteiro apresenta, às 20h30, o monólogo As (in)Purezas de Carlos. O antropólogo e ator promete um trabalho cênico de humor, com abordagem de diferentes tipos de afetos que observou nas ações e comportamentos dos cidadãos itabiranos.

Sempre eterno

No sábado (31), Dia Nacional da Poesia porque é aniversário de Drummond, a 19ª Semana Drummondiana oferece, às 15h, a oficina Quilling – Papel em Tiras. Às 16h, Beatriz Myrrha apresenta a contação de história infantil Carlos, o Menino que Colecionava Pedras.

A programação reserva ainda o lançamento, às 17h, do livro E se Você Amasse alguém que Ama outra Pessoa”, inspirado no poema Quadrilha, de Drummond, do professor e escritor Ricardo Pereira. No lançamento, ele irá discorrer literatura e suas influências.

Às 18h30, os Drummonzinhos voltam ao palco para apresentar, virtualmente, um sarau poético E Tony Primo homenageia, às 20h, os poetas itabiranos cantando os seus versos, no encerramento da semana drummdiana em Itabira.

Mais informações pelo site www.fccda.com.br ou pelo telefone (31) 3835-2102.

No destaque, uma homenagem da Vila de Utopia a Vinicius e Drummond no Dia Nacional da Poesia (Foto: acervo do Portal Vermelho)

Compartilhe.

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. Cristina Silveira on

    Foi a presidente Dilma Rousseff, queridíssima, que tirou de Castro Alves e deu pra Drummond o dia nacional da poesia, acho feio tirar um poeta pra colocar outro. Se queria botar Drummond na fita que decretasse o 31 de outubro como Dia Nacional do Poeta Drummond

  2. Mauro Andrade Moura on

    Falta de conhecimento geral fez com que fosse retirado o “Dia Nacional da Poesia”, 14 de Março, do nosso inesquecível Castro Alves.
    Quanto aqui ficar a copiar FLIP de Parati e FLIP de Araxá é uma tristeza, demonstra a incapacidade criativa de nossa Fundação Cultural (desconectem o nome do Poeta), bem como a capacidade produtiva em manter a Semana Drummondiana que é bem antes destas duas e, quiçá, as mesmas não foram criadas a partir desta.

Deixe um comentário